Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de plataformas flexíveis para sensores químicos baseado em nanopartículas e nanofibras de TiO2

Processo: 19/10885-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 15 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Daniel Souza Corrêa
Beneficiário:Patrick Pires Conti
Supervisor no Exterior: Irene Goldthorpe
Instituição-sede: Embrapa Instrumentação Agropecuária. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Brasil). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Waterloo, Canadá  
Vinculado à bolsa:18/08012-1 - Desenvolvimento de sensores nanoestruturados baseados em materiais cerâmicos e polímeros condutores para monitoramento de compostos orgânicos voláteis, BP.MS
Assunto(s):Compostos orgânicos voláteis   Materiais nanoestruturados   Nanocompósitos

Resumo

Compostos orgânicos voláteis (COVs) podem ocasionar diversos riscos ambientais e para a saúde humana. Neste contexto, sensores químicos têm sido propostos como uma alternativa adequada para monitorar COVs, devido às características de sensibilidade, seletividade e portabilidade. O emprego de eletrodos flexíveis como substratos para sensores químicos baseados em compósitos (polímeros condutores/cerâmicos) fornecem vantagens adicionais a estes tipos de dispositivos, permitindo a fabricação de sensores de menor custo que operam em temperatura ambiente. Este projeto tem como finalidade o desenvolvimento de sensores baseados em substratos flexíveis, produzidos com diferentes materiais, modificados nanomateriais cerâmicos (0D e 1D) e polímeros condutores. O nanomaterial cerâmico 1D será obtido através do processo de eletrofiação e o 0D através de rota de síntese química. Para analisar a melhor performance dos nanocompósitos sobre as plataformas flexíveis, serão testada diferentes técnicas de deposição de solução. As plataformas após preparo serão caracterizadas por métodos físico-químicos, morfológicos e elétricos. Parâmetros como limite de detecção, seletividade e sensibilidade serão investigados em relação aos compostos orgânicos voláteis.