Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso de serviços para problemas de saúde mental entre crianças e adolescentes: custos, preditores e desfechos - um estudo longitudinal

Processo: 19/08731-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Pesquisador responsável:Jair de Jesus Mari
Beneficiário:Carolina Andrea Ziebold Jorquera
Supervisor no Exterior: Sara Evans-Lacko
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of London, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:18/05586-7 - Avaliação da validade e confiabilidade das categorias diagnósticas da décima primeira edição da classificação internacional dos transtornos mentais na atenção primária: CID-11 AP, BP.DR
Assunto(s):Economia da saúde   Serviços de saúde mental

Resumo

Introdução: Os transtornos de saúde mental afetam 12 - 13% das crianças e adolescentes no Brasil. Embora, estima-se que apenas 20% dos que precisariam de cuidados em saúde mental, recebem tratamento. Considerando as limitações dos recursos públicos, o cuidado da saúde mental das crianças e adolescentes representa um desafio para o sistema público brasileiro. Para planejar adequadamente a organização dos serviços de saúde, dos serviços sociais e de educação, que são utilizados para o atendimento dos transtornos psiquiátricos das crianças e adolescentes, é importante ter uma boa estimativa dos custos destes serviços. Entretanto, a informação sobre os custos para o sistema público a respeito do tratamento para crianças e adolescentes com transtornos de saúde mental, ainda é escassa no Brasil, especialmente no que visa relação aos cuidados primários da saúde e aos serviços comunitários de saúde mental. Com o intuito de preencher essa lacuna, a Dra. Sara Evans-Lacko da London School of Economics and Political Sciences, em parceria com o Instituto Nacional da Psiquiatria do Desenvolvimento do Brasil, está desenvolvendo o projeto APPLAUSE. Esse projeto está atualmente coletando dados sobre as trajetórias e frequências da utilização dos serviços de saúde, educação e serviços sociais associados ao cuidado dos transtornos mentais de crianças e adolescentes participantes de uma coorte de base comunitária de São Paulo e Porto Alegre. Objetivo: Estimar o custo monetário para o sistema público brasileiro referente aos serviços de saúde, serviços sociais e de educação utilizados por crianças e adolescentes com transtornos mentais.Metodologia: Usando uma metodologia bottom-up, os dados coletados na coorte APPLAUSE sobre uso de serviços, serão combinados com os custos unitários dos serviços no Brasil. Como a informação disponível nas bases de dados públicas no Brasil (ou na literatura nacional) não incluem informação dos custos unitários dos serviços primários de saúde, nem dos serviços comunitários de saúde mental para jovens, esses custos serão coletados através de uma pesquisa com os representantes destes serviços de saúde em São Paulo e Porto Alegre. Para tal, será utilizada a versão brasileira do Inventário Sócio Demográfico de Utilização e Custos de Serviços. Uma vez estimados os custos em São Paulo e Porto Alegre, usando dados epidemiológicos e indicadores econômicos de outras regiões do país, os custos serão também projetados para cada uma das regiões do Brasil.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.