Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da toxicidade de agrotóxicos presentes nas folhas de amoreira após processo de descontaminação usando bicarbonato de sódio em larvas de Bicho da Seda

Processo: 19/07887-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Antonio Thomaz Júnior
Beneficiário:Dalita Gomes Silva Morais Cavalcante
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/23959-9 - Mapeamento e análise do território do agrohidronegócio canavieiro no Pontal do Paranapanema - São Paulo - Brasil: relações de trabalho, conflitos e formas de uso da terra e da água, e a saúde ambiental, AP.BIOEN.TEM
Assunto(s):Geografia da saúde   Agrotóxicos   Contaminação

Resumo

Atualmente nos assentamentos do Pontal do Paranapanema, a renda monetária de várias famílias esta atrelada à venda de casulos produzidos pelo bicho da seda (Bombyx mori L) para a indústria têxtil. Porém, estas mesmas famílias relatam que já tiveram perdas econômicas, devido à morte destes insetos, quando a indústria sucroalcooleira, por pulverização aérea, despejam agrotóxicos sobre as lavouras de cana-de-açúcar. Devido à forma de pulverização, os pesticidas, além de caírem sobre a cana de açúcar, também caem sobre outras plantas, como as amoreiras (Morus spp). As folhas das amoreiras são a alimentação exclusiva das larvas do bicho da seda, que ao comerem folhas contendo agrotóxicos, muitas vezes morrem por intoxicação.