Busca avançada
Ano de início
Entree

Impactos da vinhaça de cana-de-açúcar sobre macroinvertebrados aquáticos bentônicos neotropicais

Processo: 19/04198-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 30 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Evaldo Luiz Gaeta Espindola
Beneficiário:Priscille Dreux Fraga
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/18790-3 - Consequências ambientais da conversão pastagem-cana-de-açúcar e intensificação de pastagens, AP.PFPMCG.TEM
Assunto(s):Ecotoxicologia   Comunidades biológicas   Bioensaio   Vinhaça   Cana-de-açúcar   Serviços ambientais   Toxicidade aguda

Resumo

Frente ao aumento da demanda e interesse global pela produção de bioenergia, o Brasil ganhou destaque na produção mundial de bioetanol a partir da cana-de-açúcar. Como consequência da intensificação do uso dessa alternativa energética no país, tornou-se necessária a atenção aos possíveis impactos ambientais resultantes de sua produção, destacando-se a geração da vinhaça, um subproduto com alto potencial de poluição que, ao atingir os cursos d'água, pode impor efeitos sobre as comunidades biológicas, tais como a de macroinvertebrados aquáticos, o que inclui espécies bastante sensíveis a contaminação ambiental. Assim, a presente proposta de pesquisa visa realizar a avaliação dos efeitos ecotoxicológicos da vinhaça de cana-de-açúcar a macroinvertebrados aquáticos bentônicos nativos (Allonais inaequalis e Chironomus sancticaroli) e simular os impactos da contaminação ambiental sobre as espécies por meio de modelos ecossistêmicos. Para isso a pesquisa está dividida em três fases experimentais. Na primeira, serão realizados testes de toxicidade aguda, nos quais será avaliada a sobrevivência das espécies e determinadas as concentrações letais. A segunda consistirá na avaliação das consequências da exposição crônica ao contaminante, sendo verificados os efeitos sobre a reprodução de A. inaequalis e sobrevivência e crescimento para C. sancticaroli. Por fim, serão realizados bioensaios em modelos ecossistêmicos buscando avaliar, assim como na segunda etapa experimental, a influência da vinhaça na reprodução de A. inaequalis e crescimento e reprodução de C.sancticaroli, em um cenário de contaminação ambiental em condições de semi-campo.