Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito antimicrobiano e anti-inflamatório de ácidos fenólicos isolados, combinados e incorporados em hidrogéis de quitosana para aplicação endodôntica

Processo: 19/01949-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 30 de abril de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Pesquisador responsável:Cristiane Duque
Beneficiário:Vanessa Rodrigues dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Endodontia   Compostos fenólicos   Quitosana   Anti-infecciosos   Anti-inflamatórios   Hidrogéis   Microscopia confocal   Reação em cadeia da polimerase via transcriptase reversa quantitativa (qRT-PCR)

Resumo

Embora o tratamento endodôntico convencional reduza significativamente a microbiota presente no interior dos canais radiculares, a permanência de microrganismos devido à complexidade anatômica do sistema de canais radiculares e a resistência destes ao tratamento químico-mecânico pode ocasionar infecções persistentes ou secundárias. Além disso, endotoxinas remanescentes nos canais radiculares podem levar à injúrias nos tecidos periapicais em decorrência do estresse oxidativo e produção exacerbada de citocinas pró-inflamatórias. Todos esses efeitos se complicam no caso de dentes permanentes imaturos, pois a ampla abertura do forame apical promove ainda mais contato desses microrganismos e seus produtos com o tecido vital residual responsável pela formação completa da raiz. Os ácidos fenólicos, metabólitos secundários produzidos por plantas têm recebido especial atenção dos pesquisadores devido ao seu potencial para aplicação médica. Dentro desse grupo, os ácidos cinâmicos e seus derivados têm se destacado por seu amplo espectro antimicrobiano e antifúngico. Este estudo propõe avaliar: 1) as atividades antimicrobiana/antibiofilme e anti-inflamatória dos ácidos fenólicos derivados do ácido cinâmico, isolados e combinados; e 2) sintetizar e caracterizar físico-quimicamente hidrogéis termossensíveis de quitosana contendo ácidos fenólicos, além de testar seus efeitos sobre biofilmes multiespécies e anti-inflamatórios. A atividade antimicrobiana dos seguintes ácidos fenólicos: ácido cinâmico e seus derivados ácido cumárico, ácido caféico, ácido ferúlico e ácido sinápico será avaliada por meio da determinação da CIM, CBM e CIF sobre microrganismos de interesse endodôntico. Em seguida, os ácidos fenólicos com atividade antimicrobiana, isolados ou combinados, serão selecionados para avaliação do efeito sobre biofilme microbiano em microscopia confocal. Em cultura de macrófagos, esses compostos serão triados quanto a viabilidade celular e submetidos aos ensaios de inibição de óxido nítrico e qPCR para determinação dos níveis de expressão de iNOS, COX-2 e IL-1². Os ácidos fenólicos ou combinações com melhores resultados serão incorporados em hidrogéis de quitosana e avaliado o efeito sobre biofilmes multiespécies, citotoxicidade e produção de NO. Os ácidos fenólicos poderiam ser promissores agentes para aplicação em endodontia, como curativos entre sessões de tratamento, visando promover a desinfecção dos canais radiculares e conter a inflamação permitindo assim o reparo do tecidual periapical. (AU)