Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do nível de expressão da enzima óxido nítrico sintetase (iNOS), quantidade de linfócitos NK e infecção por Babesia bovis em amostras de sangue de bezerros Canchim naturalmente infectados

Processo: 19/06593-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Marcia Cristina de Sena Oliveira
Beneficiário:Maria Fernanda Tonelli
Instituição-sede: Pecuária Sudeste. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Brasil). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Parasitologia veterinária   Resistência   Imunidade

Resumo

A babesiose é uma parasitose transmitida por carrapatos, que afeta bovinos criados em regiões tropicais e subtropicais do mundo, produzindo graves prejuízos aos pecuaristas. No Brasil Babesia bovis e B. bigemina ocorrem de forma endêmica dificultando o controle da doença. Assim a seleção de animais mais resistentes teria um importante papel na melhoria da qualidade e produtividade dos rebanhos. Esta proposta tem o objetivo de proporcionar bases para estudos genéticos da resistência à babesiose bovina, por meio da identificação de causas de variação no nível de infecção por B. bovis e na resposta imune, em bovinos infectados naturalmente. Assim serão verificadas as flutuações na expressão da enzima óxido nítrico sintetase induzida (iNOS), nos níveis de infecção por B. bovis e na quantidade de células exterminadoras naturais (NK) presentes em amostras de sangue de bezerros da raça Canchim, desde o nascimento até de 12 meses de idade. A expressão do gene que codifica a iNOS, será avaliada por meio da extração do RNA sanguíneo, produção do cDNA "in vitro" e reações de qPCR. As amostras de sangue serão também submetidas à quantificação dos níveis de linfócitos NK usando o citômetro de fluxo (Acuri C6-BD) e a quantificação da quantidade de DNA de B. bovis, usando o equipamento CFX da BioRad. Os dados obtidos serão analisados estatisticamente com a finalidade de verificar variações na expressão gênica ao longo do tempo e as associações entre estes resultados e aqueles das contagens de linfócitos NK e do nível de infecção por B. bovis, bem como destes dois últimos entre si.