Busca avançada
Ano de início
Entree

Supressão da resposta imune humoral e celular por 7,12-Dimethylbenz(a)anthracene (DMBA) em camundongos AIRmax e AIRmin: correlação com o polimorfismo do gene AhR

Processo: 19/07203-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunogenética
Pesquisador responsável:Orlando Garcia Ribeiro Filho
Beneficiário:Natacha Diesca dos Santos
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Anticorpos   Controle genético   Inflamação

Resumo

Os hidrocarbonetos aromáticos policíclicos (HAPs) são substâncias agressivos encontrados no meio ambiente com potenciais efeitos carcinogênicos e imunotóxicos para humanos e outras espécies. Dentre os danos causados pelos HPAs destacam-se aqueles que afetam diretamente a dinâmica proliferativa das células hematopoiéticas. Um protótipo de HPA amplamente utilizado em pesquisas experimentais é o 7,12 - dimetilbenzantraceno (DMBA), cujos efeitos biológicos são imunossupressão, mielotoxicidade e ativação de oncogene. A toxicidade do DMBA depende da ligação ao receptor de hidrocarboneto aromático (AHR), que desencadeia uma cascata de eventos intracelulares que levam à transformação de DMBA em metabólitos tóxicos. O efeito do DMBA depende do polimorfismo funcional do gene Ahr, dos alelos Ahrb1 e Ahrd, que codificam a alta e baixa afinidade por AHR, respectivamente. Duas linhagens de camundongos fenotipicamente selecionados para resposta inflamatória aguda alta (AIRmax) ou baixa (AIRmin) apresentam, respectivamente, a fixação dos alelos Ahrd e Ahrb1 em homozigose. Os efeitos tóxicos do DMBA nas células da medula óssea do AIRmin causam bloqueio do ciclo celular, deficiência na diferenciação de células mielóides e mielodisplasia. Essas informações nos levaram a supor que o DMBA deve prejudicar a resposta imune específica devido aos efeitos supressores sobre a população linfoide. Portanto, nosso objetivo neste projeto é o de investigar uma possível supressão da resposta imune humoral e/ou celular induzida por DMBA em camundongos AIRmax e AIRmax imunizados com Gamma Glubulina Humana.