Busca avançada
Ano de início
Entree

Musicalidade e autismo: o real da linguagem e a legitimação do sujeito no laço social

Processo: 19/09195-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 15 de agosto de 2019
Vigência (Término): 14 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia
Pesquisador responsável:Gustavo Henrique Dionisio
Beneficiário:Bruno Gonçalves dos Santos
Supervisor no Exterior: Silvia Elena Tendlarz
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidad de Buenos Aires (UBA), Argentina  
Vinculado à bolsa:17/07157-3 - Musicalidade e AUTISMO:o real da linguagem e a legitimação do sujeito no laço social, BP.DR
Assunto(s):Transtorno autístico   Música   Psicanálise

Resumo

Este projeto de Bolsa de Estágio de Pesquisa no Exterior é um desdobramento de uma pesquisa de doutorado que vem sendo desenvolvida na Universidade Estadual Paulista - UNESP/Assis desde 2017, financiada com recursos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - FAPESP. Aponta-se aqui o interesse desta pesquisa desenvolver parte de seu desenvolvimento na Universidad de Buenos Aires - UBA/Argentina. Acompanhando a psicanálise Freud-Lacan como campo teórico, mais especificamente das contribuições de Lacan em seu último ensino, discorre-se sobre a musicalidade e suas implicações na constituição do sujeito. Desdobramos a possibilidade de sujeitos autistas poderem se legitimar no laço social através da musicalização como meio de linguagem. Fundamentando o conceito de musicalidade através da relação primordial entre significante sonoro e Real afônico, discorremos sobre a anterioridade do som com relação ao processo de significação. O conceito de Real em Lacan é discutido na constituição da linguagem, dando-nos a hipótese de a musicalidade estar antes da ligação do significante sonoro ao significado, e consequentemente em momento lógico anterior ao processo de significação. Tal hipótese parece-nos intervir na relação entre autismo e laço social. Por fim, esta proposta pretende avançar sobre as produções teóricas já desenvolvidas em pesquisa de Mestrado ocorrida em 2014-2017 sobre a mesma temática, desta vez propondo uma práxis que permita viabilizar os desenvolvimentos teóricos a partir de uma pesquisa-intercessão. Derivando este projeto como continuação e aprofundamento de pesquisa anterior realizada com êxito, torna-se oportuno pensarmos meios de formalizar os fundamentos da práxis, contribuindo para o campo psicanalítico, para o campo da música e para a bibliografia existente acerca do autismo.