Busca avançada
Ano de início
Entree

Opinião pública e política externa: percepções brasileiras sobre a integração regional na América do Sul

Processo: 18/17933-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 24 de junho de 2019
Vigência (Término): 23 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Política Internacional
Pesquisador responsável:Janina Onuki
Beneficiário:Arthur Felipe Murta Rocha Soares
Supervisor no Exterior: Anthony Wynne Pereira
Instituição-sede: Instituto de Relações Internacionais (IRI). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : King's College London, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:16/18514-9 - A opinião pública como determinante na formulação da política externa brasileira: uma análise a partir da inserção regional, BP.DR
Assunto(s):Integração regional   Política externa do Brasil   Opinião pública

Resumo

A década de 1990 trouxe uma mudança na interação da sociedade brasileira com questões de política externa. Temas como a intensidade e a extensão do envolvimento brasileiro no exterior começaram a despertar maior interesse entre formadores de opinião e organizações sociais. Poucos anos depois, durante o governo Lula, estabelecer uma ordem sul-americana sob liderança brasileira tornou-se um elemento prioritário. No entanto, a opinião pública brasileira não parece apoiar o papel de paymaster do país regionalmente. Nesse sentido, esta pesquisa tem como objetivo verificar como a opinião pública nacional e a regional percebem as ações do Brasil nos processos de integração sul-americanos. Os principais bancos de dados utilizados para desenvolver esta proposta de pesquisa vêm do projeto Las Américas y el Mundo, realizado em sete países sul-americanos e no México. As bases de dados do segmento brasileiro do projeto permitirão a análise comparativa das diferentes percepções da opinião pública sobre questões de política externa. Dois surveys foram aplicados em momentos cruciais para a análise aqui proposta. Devido aos anos de aplicação, as informações do primeiro survey possibilitam a compreensão das visões da opinião pública sobre a ação regional do Brasil durante o governo Lula (2003-2010), enquanto a segunda edição da pesquisa permite a mesma avaliação, vinda do primeiro mandato do governo Dilma (2011-2014).