Busca avançada
Ano de início
Entree

Ideários, tensões e acordos urbanos: os setores médios e a política habitacional na cidade (São Paulo 1893-1915)

Processo: 18/17990-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 30 de abril de 2022
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História Moderna e Contemporânea
Pesquisador responsável:Maria Stella Martins Bresciani
Beneficiário:Philippe Arthur dos Reis
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Imóvel urbano   Urbanização   Mercado imobiliário   Sistema de informação geográfica (SIG)   São Paulo (SP)   Primeira República (1889-1930)

Resumo

Este projeto tem como objetivo compreender a atuação dos pequenos e médios proprietários de imóveis da cidade de São Paulo entre os anos de 1893 a 1915, focando nas edificações destinadas à habitação. Estes proprietários, também conhecidos como "pequenos empresários da habitação", ainda permanecem como um problema historiográfico, notadamente por não serem compreendidos à luz de um grupo, como pertencentes aos setores médios da cidade. Nesse sentido, buscamos trazer ao debate o fato da literatura sociológica (e mesmo histórica), em não se ater a numa compreensão deste setor, principalmente no que concerne à sua ação política e junto aos órgãos de representação municipal, como os vereadores. Acompanhado ao debate, nosso interesse busca traçar um panorama da identificação étnico-nacional destes sujeitos, visto que também pouca atenção foi dada ao papel que os imigrantes tiveram no processo da construção/urbanização de São Paulo e como investiram seu capital explorando o mercado imobiliário rentista. A ausência de uma melhor definição dos setores médios, principalmente dos que se dedicavam ao mercado imobiliário, é um caminho que entendemos ser pertinente para compreendermos as relações políticas e sociais da modernidade. Nossa pesquisa parte da análise de diferentes séries documentais que estabelecem ligações em comum: a Série Obras Particulares, possibilita compreender os pedidos de construção e reformas encaminhados por particulares para à Prefeitura Municipal, além dos pareceres dos profissionais da cidade envolvidos nesse processo. As plantas, permitem entrever a possível destinação do imóvel para determinadas camadas sociais. Junto da legislação e dos debates entre os vereadores, nossa intenção busca desvelar a atenção do poder público em áreas onde o capital dos proprietários de imóveis atuou, o que se fará com auxílio do Sistema de Informações Geográficas (SIG). (AU)