Busca avançada
Ano de início
Entree

Associação entre volume do átrio esquerdo e escore de cálcio das artérias coronárias nos pacientes em diálise peritoneal

Processo: 19/05912-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 31 de maio de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Silméia Garcia Zanati Bazan
Beneficiário:Eduarda Baccarin Ferrari
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Cardiologia   Diálise peritoneal

Resumo

Introdução: A doença cardiovascular é a principal causa de óbito nos pacientes em diálise peritoneal. A calcificação vascular contribui para o aumento do risco de eventos cardiovasculares. A avaliação da calcificação coronariana pelo Escore de Cálcio Coronário tem mostrado prever a incidência de infarto agudo do miocárdio e a morte por doença cardiovascular nesses pacientes. O tamanho do átrio esquerdo também tem sido associado a infarto e eventos cardiovasculares. Esse estudo visa avaliar se o tamanho do átrio esquerdo poderia ser também um estratificador de risco para doença arterial coronariana nessa população. Objetivo: Avaliar a associação entre o volume do átrio esquerdo e o escore de cálcio das artérias coronárias. Casuística e Métodos: Estudo de secção transversal, prospectivo, unicêntrico. Serão incluídos todos os pacientes portadores de DRC submetidos à diálise peritoneal da Unidade de Diálise do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu - UNESP há pelo menos três meses, com idade entre 18 e 75 anos. Não serão incluídos os indivíduos com presença de infecções ativas ou recentes (< 7 dias), doença autoimune, neoplasia maligna, doenças cardíacas instáveis (síndrome coronariana aguda, insuficiência cardíaca descompensada, arritmias instáveis), disfunção sistólica grave do ventrículo esquerdo (FE<30%), derrame pericárdico significativo, doença valvar mitral ou aórtica grave, hiperparatireoidismo primário, suplementação de cálcio ou uso de quelantes de fósforo a base de cálcio. A coleta de dados abrangerá realização de questionário para dados demográficos e clínicos, bioimpedância, antropometria, exames laboratoriais, escore de cálcio da artéria coronária, ecocardiograma e ultrassonografia de carótidas. O cálculo amostral foi de 47 pacientes. Análise estatística: Os dados serão expressos como a média ± desvio padrão, com um nível de significância de p <0,05. Comparações estatísticas de grupos individuais serão feitas com base no teste t de Student enquanto que as correlações entre os grupos serão avaliadas pelo coeficiente de Pearson ou Spearman. Resultados esperados: Como desfecho, aguardamos encontrar associação positiva entre o volume do átrio esquerdo e o escore de cálcio das artérias coronárias em pacientes submetidos à diálise peritoneal.