Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação das vias de síntese e degradação de proteínas na resposta hipertrófica dos músculos EDL e sóleo em ratos Goto Kakizaki

Processo: 19/02175-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 31 de maio de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia do Esforço
Pesquisador responsável:Rui Curi
Beneficiário:Giovanna de Oliveira Santana
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/09868-7 - Mecanismos celulares e moleculares envolvidos na resistência à insulina e inflamação em ratos Wistar obesos e Goto-Kakizaki magros: causas e associações com dieta e exercício físico, AP.TEM
Assunto(s):Diabetes mellitus tipo 2   Resistência à insulina   Exercício físico   Obesidade   Qualidade de vida   Modelos animais de doenças

Resumo

A resistência à insulina é uma das características marcantes do diabetes mellitus tipo 2, sendo comumente desencadeada pelo excesso de peso corpóreo. Contudo, uma parcela considerável da população diabética do tipo 2 é magra, condição reproduzida nos ratos Goto-Kakizaki desenvolvidos no Japão. Doenças musculoesqueléticas são frequentemente em pacientes diabéticos, o que compromete muito a qualidade de vida desses. Essas doenças estão associadas a um desbalanço entre síntese e degradação de proteínas. No presente estudo, serão avaliados os músculos Extensor Digital Longo (EDL) e sóleo nos períodos de 7 e 30 dias após a indução de hipertrofia por meio de cirurgia de ablação sinergista do músculo tibial anterior e de tenotomia do músculo gastrocnêmio, respectivamente. O objetivo do estudo é o de determinar os mecanismos de síntese e degradação de proteínas na condição de diabetes mellitus tipo 2. Em estudos anteriores do grupo foi demonstrado que em ratos diabéticos tipo 1 a hipertrofia dos músculos EDL e sóleo ocorre na mesma magnitude que nos controles. Contudo, os processos que regulam a massa muscular esquelética e a hipertrofia ainda precisam ser esclarecidos na condição de diabetes mellitus tipo 2.