Busca avançada
Ano de início
Entree

Manual de confessores e Penitentes de Martin de Azpilcueta Navarro: o amor como conceito jurídico e o Império da consciência durante a primeira modernidade ibérica

Processo: 19/05702-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 14 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História da América
Pesquisador responsável:Rafael Ruiz Gonzalez
Beneficiário:Bruno Ribeiro da Silva
Instituição-sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/22388-7 - Agustinianismo em Martin de Azpilcueta Navarro: o elemento volitivo do amor nos casos de consciência e o caminho do convencimento da Confissão., BE.EP.IC
Assunto(s):Teologia moral   Retórica   Julgamento   Moral

Resumo

O seguinte projeto propõe investigar a obra Manual de confesores y penitentes, escrita em 1557 por Martín de Azpilcueta Navarro. O objetivo é analisar, através desta fonte, quais foram as principais consequências da Reforma e Contrarreforma levada a cabo durante o século XVI. Examinarei a influência da confissão na formação da consciência ibérica na Primeira Modernidade, onde o conceito de julgamento não estava separado da compreensão moral. Para tal análise, tomarei o conceito cristão de amor: a força interna que move o homem. Com isso, indagarei até que ponto a Confessionalização adotada nesse período foi um processo de tentativa de controle das consciências, ou uma saída ao predomínio das leis, cujo resultado seria uma flexibilização moral do pecado/crime, tendo em vista sua cura e não o castigo. Essa pesquisa faz parte do Núcleo de Estudos Ibéricos da UNIFESP, grupo financiado pela FAPESP desde 2007 e orientado pelo professor Rafael Ruiz.