Busca avançada
Ano de início
Entree

Dispersões sólidas de trans-resveratrol incorporadas em membranas de polivinilpirrolidona para aplicação cutânea: desenvolvimento, caracterização e avaliação biológica in vitro e in vivo

Processo: 19/00164-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2019
Vigência (Término): 30 de junho de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Marlus Chorilli
Beneficiário:Bruno Vincenzo Fiod Riccio
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Tecnologia farmacêutica   Dermatite atópica   Quitosana

Resumo

A inflamação cutânea está relacionada à síntese de diversos mediadores inflamatórios, sendo que estes em quantidades exacerbadas e produzidos de forma crônica podem acarretar em doenças cutâneas como a dermatite atópica. O trans-resveratrol (TR) é um polifenol não-flavonoide da classe dos estilbenos obtido a partir de fontes vegetais tais como as uvas e demonstra ser efetivo como agente anti-inflamatório devido à redução ou inibição de mediadores inflamatórios como histamina, citocinas e a ciclooxigenase-2 (COX-2), porém sua baixa solubilidade em água se torna um fator limitante para sua incorporação em formas farmacêuticas. O desenvolvimento de dispersões sólidas (DS) de TR em quitosana (QS) contendo Poloxamer® 407 (P407), TPGS e Aersosil® surge com uma estratégia inovadora para melhorar a solubilidade do TR. De forma a viabilizar a administração cutânea das DS, a utilização de filmes de polivinilpirrolidona (PVP) com propriedades bioadesivas pode ser interessante, pois estes sistemas permitem um maior tempo de retenção local do fármaco. O presente estudo tem por objetivos desenvolver, caracterizar e avaliar a citotoxicidade in vitro e a atividade anti-inflamatória in vivo de DS de TR incorporadas em membranas de PVP para a administração cutânea. As DS serão obtidas pelo método de solvent casting e caracterizadas por análise granulométrica, estudo de solubilidade, calorimetria exploratória diferencial (DSC), difração de raios-X (DRX), microscopia eletrônica de varredura e dissolução in vitro. Posteriormente, as DS serão incorporadas em membranas de PVP que serão quanto à espessura, propriedades de porosidade, intumescimento, taxa de transmissão de vapor d'água, calorimetria exploratória diferencial, difração de raios-X, espectroscopia no infravermelho com transformada de Fourier (FTIR) e microscopia eletrônica de varredura com emissão de campo. Os ensaios de liberação e de permeação cutânea in vitro serão realizados para DS e membranas livres e associados. Finalmente serão efetuados ensaios biológicos in vitro para avaliar a citotoxicidade e in vivo para avaliar o efeito anti-inflamatória das formulações em modelo animal de edema de orelha induzido por óleo de cróton. Portanto, espera-se obter uma formulação inovadora que permita a entrega do TR de forma a viabilizar o seu emprego como anti-inflamatório em doenças inflamatórias cutâneas.