Busca avançada
Ano de início
Entree

O efeito do programa de intervenção sobre a capacidade reflexiva materna, disponibilidade emocional e nível de estresse

Processo: 19/07422-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 31 de maio de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Alicia Matijasevich Manitto
Beneficiário:Catarine Lima Conti
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Saúde mental   Estresse   Intervenção na crise   Comportamento de apego   Comportamento materno   Desenvolvimento infantil

Resumo

Este projeto busca entender o efeito de um programa desenhado para as caracteristicas da nossa população, a partir de programas norte-americanos consolidados, sobre mecanismos do cuidado materno baseado na Teoria do Apego, relacionando com as diferentes trajetorias de desenvolvimento infantil. Objetivo: avaliar o efeito do programa de visita domiciliar para jovens mães sobre a construção das competências de cuidado materno ao longo dos 2 primeiros anos de vida que resultam no apego seguro. Buscaremos demonstrar o efeito da intervenção sobre estes aspectos do cuidado materno e evidenciar o seu efeito moderador na promoção do desenvolvimento inicial da criança. Método: Oitenta primigestas com idade entre 14 e 19 anos, participantes de um estudo de intervenção em andamento, foram aleatoriamente alocadas para o grupo de visitação ou para acompanhamento pré-natal e de puericultura habitual. Mães no grupo intervenção receberam visitas quinzenais durante a gestação e semanais durante o puerperio, de uma enfermeira treinada. A visitação domiciliar foi iniciada entre a 8a e 16a semanas de gestação e se pretende continuar com as visitas até os 24 meses de vida da criança. As visitas estiveram focadas no desenvolvimento do vinculo mãe e bebê, na saúde materna e infantil, neurodesenvolvimento infantil, cuidado parental, funcionamento familiar e suporte social. Aos 12 meses das crianças serao realizadas avaliações das competências de cuidado materno através da investigação da capacidade reflexiva e de disponibilidade emocional (aspectos preditores de uma relação de apego seguro), da interação com seu bebê, do ambiente onde e prestado o cuidado e do desenvolvimento cognitivo, motor e de linguagem das crianças. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.