Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização neuroquímica do plexo mioentérico do intestino de ratos Goto-Kakizaki

Processo: 19/01942-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2019
Vigência (Término): 30 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Rui Curi
Beneficiário:Gabriela Mandu Gimenes
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/09868-7 - Mecanismos celulares e moleculares envolvidos na resistência à insulina e inflamação em ratos Wistar obesos e Goto-Kakizaki magros: causas e associações com dieta e exercício físico, AP.TEM
Assunto(s):Fisiologia do sistema digestório   Diabetes mellitus tipo 2   Resistência à insulina   Neuroquímica de animal   Sistema nervoso entérico   Imuno-histoquímica   Modelos animais de doenças

Resumo

A associação entre diabetes mellitus tipo 2 (DM2), resistência à insulina (RI) e obesidade está muito bem estabelecida. Nessas condições ocorre um quadro inflamatório crônico de baixa intensidade que interfere e reduz a atividade da via de sinalização da insulina. O trato gastrointestinal tem suas funções controladas pelo sistema nervoso entérico (SNE), composto por dois principais plexos: o mioentérico e o submucoso. O quadro de diabetes mellitus de longo prazo causa complicações em vários órgãos e tecidos incluindo o SNE. O rato Goto-Kakizaki (GK) desenvolve DM2 espontaneamente, porém, sem apresentar obesidade. Este modelo experimental permite investigar os mecanismos envolvidos no desenvolvimento de DM2 sem a participação do tecido adiposo que muitas vezes mascara a interpretação dos resultados e a discriminação das causas associadas à doença. Nossos estudos preliminares (dados não publicados) são indicativos de que os ratos GKs apresentam alterações morfofuncionais marcantes nos neurônios do plexo mioentérico intestinal. Este órgão pode, portanto, ter função central no desencadeamento da RI nesses animais pois compromete a secreção intestinal e absorção de nutrientes bem como o quadro inflamatório desse órgão. Assim, o objetivo deste trabalho é o de investigar o envolvimento das células do plexo mioentérico (neurônios e glia) do intestino delgado e do grosso dos ratos Goto-Kakizaki no estabelecimento da RI e DM2. Os animais controles e GKs serão estudados no desmame (ainda sem apresentar RI) e após 60 (quadro inicial de RI) e 120 (RI bem estabelecida) dias de idade. A contribuição/participação do SNE no estabelecimento da RI e DM2 será investigada por meio de técnicas imuno histoquímicas para as análises morfoquantitativas e caracterização do "código" químico dos neurônios mioentéricos e células gliais e também por análise da motilidade intestinal.