Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização clínica e epidemiológica de pacientes idosos com psoríase: um estudo transversal

Processo: 19/06684-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2019
Vigência (Término): 30 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Gabriela Roncada Haddad
Beneficiário:Elizandra Gomes Pereira
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Dermatologia   Doenças cardiovasculares   Síndrome metabólica   Atenção à saúde   Psoríase   Idosos   Qualidade de vida

Resumo

Psoríase é uma doença inflamatória crônica e recorrente da pele, caracterizada por hiperproliferação e diferenciação anormal de queratinócitos epidérmicos, que pode acometer também articulações e unhas. Apresenta predisponente genético e é influenciada por fatores ambientais, com possível participação de estímulos, tais como infecções, fatores psicológicos e emocionais. Observa-se distribuição bimodal da idade de diagnóstico da doença: em adultos jovens entre 20-30 anos e entre 50-60 anos. Há uma associação muito bem estabelecida entre psoríase e outras comorbidades, tais como hipertensão arterial sistêmica, diabetes mellitus tipo II, obesidade e dislipidemia, caracterizando a síndrome metabólica. Estudos têm demonstrado que a psoríase é fator de risco independente para o desenvolvimento de síndrome metabólica e doença cardiovascular. No Brasil, o número de indivíduos acima de 60 anos de idade vem crescendo, assim como a prevalência da psoríase nesse contingente. Entretanto, há poucos estudos epidemiológicos da psoríase na terceira idade. Este projeto tem como objetivo principal caracterizar os pacientes idosos portadores de psoríase, clínica e epidemiologicamente, enfatizando a presença de comorbidades e o acometimento psicológico. Serão utilizados para a coleta de dados: formulário com informações clínico-demográficas, índice clinimétrico para avaliar a extensão da área acometida pela doença (PASI), porcentagem da superfície corpórea acometida pela psoríase (BSA), avaliação global pelo médico (PGA), questionário de avaliação de qualidade de vida relacionada a doença para pacientes com doenças dermatológicas (Skindex-16), aferição da força de preensão manual (handgrip) e bioimpedanciometria. As variáveis referentes aos idosos com psoríase serão comparadas com pacientes jovens com psoríase e idosos sem psoríase (pareados por sexo e idade). Serão avaliados 180 participantes (60 cada grupo) e, posteriormente, submetidos a análise estatística.