Busca avançada
Ano de início
Entree

Novos modelos de otimização aplicados ao problema de planejamento de sistemas de distribuição no contexto de redes ativas

Processo: 18/20990-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2019
Vigência (Término): 30 de junho de 2021
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Elétrica - Sistemas Elétricos de Potência
Pesquisador responsável:John Fredy Franco Baquero
Beneficiário:Alejandra Tabares Pozos
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ilha Solteira. Ilha Solteira , SP, Brasil
Assunto(s):Otimização   Modelos matemáticos

Resumo

A integração de recursos de energia renovável e novas tecnologias nas futuras redes de distribuição de energia elétrica requer de uma metodologia de planejamento que inclua modelos de rede precisos e permita levar em conta as incertezas da demanda e da geração renovável. Considerando essas características essenciais, este projeto de pesquisa propõe desenvolver novos modelos de otimização para o problema do planejamento multi-período da expansão de sistemas de distribuição de energia (PPESDE), que auxiliem o planejador na expansão conjunta de ativos tradicionais de rede (alimentadores e subestações), assim como de geradores distribuídos renováveis/convencionais e sistemas de armazenamento, considerando a influência de novas tecnologias como veículos elétricos.Em relação às características da rede, os modelos deverão incluir versões convexas das equações de fluxo de potência AC, que serão obtidas fazendo uso de técnicas de relaxação convexa ou aproximações lineares. Além disso, abordagens de programação estocástica e robusta serão empregadas para lidar com as incertezas das demandas e das fontes renováveis. A linguagem de modelamento matemático AMPL será usada para formular os modelos de otimização, enquanto que o desempenho estocástico das soluções obtidas para sistemas teste será avaliado usando simulações de Monte Carlo.Com relação às características da rede, os modelos de planejamento deverão empregar versões convexas das equações de fluxo de potência AC, que serão obtidas fazendo uso de técnicas de relaxação convexa ou aproximações lineares. Além disso, abordagens de programação estocástica e robusta serão empregadas para lidar com as incertezas das cargas e das fontes renováveis. A linguagem de modelamento matemático AMPL será usada para formular os modelos de otimização e o desempenho estocástico das soluções obtidas para sistemas teste será avaliado usando simulações de Monte Carlo.