Busca avançada
Ano de início
Entree

Compósitos experimentais à base de alumina e zircônia infiltrados por vidro: caracterização microestrutural e das propriedades ópticas e mecânicas

Processo: 19/08693-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2019
Vigência (Término): 30 de junho de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Estevam Augusto Bonfante
Beneficiário:Edmara Tatiely Pedroso Bergamo
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/19078-7 - Desenvolvimento e processamento de compósito de Al2O3-ZrO2 para próteses monolíticas CAD/CAM: efeito do envelhecimento na resistência à flexão biaxial, AP.JP
Assunto(s):Resistência dos materiais   Cerâmicas

Resumo

A infiltração graduada de vidro em sistemas cerâmicos policristalinos viabiliza melhores propriedades ópticas e mecânicas, bem como, a adesão por métodos de silanização. A despeito de tais vantagens já haverem sido comprovadas para a zircônia, este material é suscetível à degradação em baixas temperaturas (DBT), o que motivou o escopo central do auxílio Jovem Pesquisador #2012/19078-7 para o desenvolvimento de compósitos associando zircônia e alumina (zirconia-toughened alumina-ZTA e alumina-toughened zirconia-ATZ). Dados do presente auxílio reportados à FAPESP mostraram o desenvolvimento de um compósito ZTA resistente à DBT com manutenção de propriedades ópticas e mecânicas. Assim, este projeto propõe a implementação de uma inovação adicional através da infiltração graduada de vidro em compósitos ZTA e ATZ e caracterização das propriedades ópticas e mecânicas antes e após envelhecimento hidrotérmico. Compósitos ZTA 80%Al2O3-20%ZrO2 e ATZ 20%Al2O3-80%ZrO2 experimentais serão sintetizados e infiltrados por vidros especialmente desenvolvidos. Após sinterização e polimento, metade dos espécimes será envelhecida e caracterizada por espectroscopia de raios X por dispersão em energia (EDS), microscopia eletrônica de varredura (MEV), espectroscopia vibracional no infravermelho (FTIR) e difração de raios X (DRX). A densidade será estimada e as propriedades ópticas serão avaliadas em espectrofotômetro. A dureza e tenacidade à fratura serão calculadas através de indentação Vickers. A variação gradual no módulo de elasticidade por nanoindentação. O teste de resistência à flexão biaxial será realizado para o cálculo da probabilidade de sobrevida, módulo de Weibull e resistência característica.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.