Busca avançada
Ano de início
Entree

Gênero e raça no cotidiano escolar: ser estudante na periferia da cidade de São Paulo

Processo: 19/11133-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 24 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Fundamentos da Educação
Pesquisador responsável:Marilia Pinto de Carvalho
Beneficiário:Cinthia Torres Toledo
Supervisor no Exterior: Abigail B Bakan
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Toronto (U of T), Canadá  
Vinculado à bolsa:17/23325-3 - Desempenho escolar, gênero e raça: a agência de alunos e alunas no final do ensino fundamental, BP.DR
Assunto(s):Sociologia   Estudos de gênero   Relações de gênero   Relações étnicas e raciais   Classe social   Gêneros (grupos sociais)   Grupos sociais

Resumo

Na pesquisa de doutorado em desenvolvimento tenho como objeto de estudo as concepções coletivas de gênero em articulação com raça de estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental. Pretendo analisar se essas concepções coletivas influenciam no engajamento escolar de meninos e meninas e a forma como os estudantes negociam, ressignificam ou se confrontam com as noções de seus grupos de pares. Para isso, uma pesquisa etnográfica foi desenvolvida ao longo dos meses de março à dezembro de 2018, em uma escola pública municipal localizada no Butantã, prefeitura regional mais desigual da cidade de São Paulo (Brasil). A análise do material empírico produzido ao longo de 2018 está em desenvolvimento, a partir da tentativa de construir um quadro analítico interseccional. A proposta de Estágio de Pesquisa no Exterior apresentada busca estabelecer uma relação de parceria com uma pesquisadora experiente nos estudos sobre interseccionalidade, gênero, raça e classe, com o objetivo de aprofundar meus conhecimentos teóricos e consolidar análises capazes de evidenciar as articulações entre as diferentes relações sociais que condicionam as trajetórias escolares de meninos e meninas, negros e brancos.