Busca avançada
Ano de início
Entree

Composites processed by RTM using self-healing agents dispersed into the matrix: viscoelastic behavior and interlaminar fracture in mode II

Processo: 19/04412-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 16 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 15 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Aeroespacial
Pesquisador responsável:Maria Odila Hilário Cioffi
Beneficiário:Maria Odila Hilário Cioffi
Anfitrião: Suresh Advani
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEG). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Guaratinguetá. Guaratinguetá , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Delaware (UD), Estados Unidos  
Assunto(s):Materiais compósitos   Análise térmica   Carbono   Aeronáutica   Delaminação   Materiais compósitos poliméricos   Fibra de carbono

Resumo

É bem conhecido que a resina epóxi reforçada com fibras de carbono, é utilizada nas indústrias aeronáuticas devido ao seu baixo peso, porém tem alta tendência a nuclear microfissuras, que, sob carga aplicada, evoluem para delaminação e possível falha estrutural. O procedimento tradicional para minimizar a possibilidade de fratura é durante o cronograma de manutenção ao inspecionar para remover ou reparar a região danificada, por exemplo, por solda termoplástica sob um saco de vácuo, mas levará a redução na resistência mecânica e também na vida operacional útil do componente.Os interesses científicos e industriais estão gravitando cada vez mais em direção ao uso de tecnologia de material auto-reparador, que tem a capacidade de reparar microfissuras continuamente durante a operação, sem muita redução nas propriedades. Entretanto, considerando a segurança como a principal preocupação no campo aeronáutico, a questão de como dispersar este material de forma adequada no compósito, precisa ser abordada.A compreensão do mecanismo de cicatrização e a influência nas propriedades físicas dos compósitos poliméricos é de fundamental importância, pois, a partir da literatura, sabe-se que o agente de auto-reparo frequentemente altera a rigidez do material, bem como a viscoelasticidade e, consequentemente, os fenômenos de relaxamento.O objetivo deste projeto de pesquisa é compreender a contribuição significativa da tecnologia de autocorreção para reparar danos causados por falhas em compósitos de carbono / epóxi carregados com 5% de microcápsula autocorretiva processada por moldagem por transferência de resina (RTM).Análises dinâmicas mecânicas em regime de pequena deformação que proporcionam deformação significativa, serão conduzidas para determinar os tempos de relaxação em termos de índice de fragilidade (variação de propriedades ae da Tg). Um estudo analítico sobre como as macromoléculas do fenômeno do relaxamento muda na presença de micropartículas e, conseqüentemente, o mecanismo pelo qual o auto-reparo ocorre, será realizado.O desenvolvimento do projeto no centro de material compósito (CCM) na Universidade de Delaware se justifica, pois é um instituto internacionalmente reconhecido que tem sido apontado várias vezes como o centro de excelência em transferência de tecnologia na área de processamento de ciência, materiais. e desempenho mecânico. Em particular, prof. Suresh Advani, com quem o grupo de fadiga e materiais aeronáuticos vem colaborando desde 2017, possui mais de 3 décadas de experiência na área de reologia e processamento de compósitos e, principalmente, no estudo analítico de fenômenos que ocorrem nesses materiais anisotrópicos publicados em mais de 350 publicações, como pode ser visto em seu CV.