Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel do terra na regulação da manutenção dos telômeros e na senescência replicativa em Leishmania major

Processo: 19/11496-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2019
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Maria Isabel Nogueira Cano
Beneficiário:Edna Gicela Ortiz Morea
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/04375-2 - Estudos sobre a biogênese e composição do complexo ribonucleoprotéico da telomerase de Leishmania spp. e sua regulação, AP.TEM
Assunto(s):Genética molecular   Proliferação celular

Resumo

Entre os protozoários do gênero Leishmania estão os causadores da leishmaniose, doença tropical negligenciada, que se apresenta em diferentes formas clínicas e que acomete a milhões de pessoas no Brasil e no mundo. Até o momento, não existe vacina ou tratamento efetivo para a leishmaniose, por isso, estudos que contribuam para o entendimento da biología do parasito, podem fornecer a possibilidade de encontrar novos alvos terapêuticos, como é o caso dos telômeros. Telômeros são estruturas nucleoproteínas que protegem as extremidades cromossômicas de fusão e degradação e sua principal função é manter a estabilidade genômica, que se perturbada, pode afetar diretamente a sobrevida e a proliferação do parasito. Algum tempo atrás foi demonstrado que os telômeros de diferentes eucariotos são transcritos em longos RNAs não codificantes denominados TERRA (telomeric repeat-containing RNA), envolvidos em diferentes processos da maquinaria telomérica. Nosso grupo de pesquisa recentemente identificou a existência do TERRA nas diferentes formas de desenvolvimento de Leishmania major usando dados de transcriptoma obtidos de bibliotecas SL-seq das três formas de desenvolvimento do parasito e validação dos mesmos por Northern blot, RT-PCR e RT-qPCR. Neste parasito, os lncRNA TERRA são poliadenilados e são procesados por trans-splicing. Eles apresentam tamanho variável e seu padrão de expressão depende da fase de desenvolvimento do parasito. Interessantemente, também foi encontrado aumento na abundancia dos transcritos TERRA à medida que as células se duplicam in vitro. Em contraposição, verificou-se que o tamanho dos telômeros diminuem após várias duplicações celulares, sugerindo que estes parasitos entram em senescência replicativa a medida que aumenta a expressão de TERRA. Fenômeno similar já foi descrito em outros eucariotos. Assim, estudos que contribuam para o entendimento do papel do TERRA na manutenção dos telômeros em L. major, podem gerar conhecimentos sobre a importância da regulação da maquinaria telomérica na sobrevida desses patógenos.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERNANDES, CARLOS A. H.; MOREA, EDNA GICELA O.; DOS SANTOS, GABRIEL A.; DA SILVA, VITOR L.; VIEIRA, MARINA ROVERI; VIVIESCAS, MARIA ALEJANDRA; CHATAIN, JEAN; VADEL, AURELIE; SAINTOME, CAROLE; FONTES, MARCOS ROBERTO M.; CANO, MARIA ISABEL NOGUEIRA. A multi-approach analysis highlights the relevance of RPA-1 as a telomere end-binding protein (TEBP) in Leishmania amazonensis. BIOCHIMICA ET BIOPHYSICA ACTA-GENERAL SUBJECTS, v. 1864, n. 7 JUL 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.