Busca avançada
Ano de início
Entree

Edição genômica com CRISPR/Cas9 para avaliação do papel da MMP9 e seu regulador MIR21 no câncer de próstata

Processo: 18/19906-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Sabrina Thalita dos Reis Faria
Beneficiário:Juliana Alves de Camargo
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Urologia   Repetições palindrômicas curtas agrupadas e regularmente espaçadas   Neoplasias da próstata   MicroRNAs   Metaloproteinase 9 da matriz

Resumo

O Câncer de Próstata (CP) corresponde a cerca de 10% do total de cânceres, sendo considerada a sexta neoplasia mais comum no mundo. Por ter uma alta prevalência, representa um importante problema de saúde, com forte impacto econômico se considerarmos o rastreamento, diagnóstico, tratamento e a mortalidade pela doença. Os tratamentos são feitos de acordo com o diagnóstico do paciente. Em casos de alto risco e metastático, é considerado um tratamento sistêmico através da castração cirúrgica ou medicamentosa. Entretanto este tratamento em aproximadamente 80% dos pacientes com o tumor metastático não apresenta eficácia. A resposta para essa resistência das células tumorais pode ser as alterações genéticas, que geram mutações, alterações cromossômicas e também alterações na expressão gênica. Os microRNAs apresentam um papel importante na regulação de oncogenes, como por exemplo o miR-21, que atua sobre o gene supressor tumoral RECK e o oncogene MMP-9, ambos atuam no processo de migração e invasão das células tumorais para outros tecidos, gerando metástases. Devido à importância destes genes na carcinogênese são necessárias maiores investigações a respeito de seu papel no CP, estas investigações se baseiam no silenciamento destas moléculas para melhor avaliação do seu papel. Até hoje os estudos são realizados com RNAi e ASO, entretanto, essas técnicas apresentam limitações, por efetuar apenas o silenciamento, diminuindo a expressão dos genes, mas não o bloqueio por completo. Com a técnica do CRISPR-Cas9, proveniente do sistema de resistência a invasores em procariotos, adaptada para eucariotos, é possível editar o genoma e realizar o bloqueio completo destes marcadores, o que permite um melhor estudo a respeito dos mesmos em diversas patologias especialmente para o câncer. Desta forma, acreditamos que seja de suma relevância estudar mais a fundo, utilizando esta nova metodologia, os marcadores moleculares miR-21 e MMP-9 no câncer de próstata metastático.