Busca avançada
Ano de início
Entree

Aplicação sequencial de etil-trinexapac e seus efeitos na recuperação do eucalipto após períodos de estresse hídrico

Processo: 19/09993-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Pedro Luis da Costa Aguiar Alves
Beneficiário:Larissa Soares Gasparino
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Matologia   Desenvolvimento vegetal   Crescimento vegetal   Escassez de água   Eucalipto

Resumo

Plantas de eucalipto são sensíveis aos estresses bióticos e abióticos durante seu crescimento inicial, sendo a deficiência hídrica o mais comum dentre os abióticos. Durante o período inicial de crescimento, trabalhos anteriores relataram que a aplicação de etil-trinexapac em baixas dosagens pode proporcionar um melhor desenvolvimento das plantas, o qual pode perdurar por até 90 dias após o plantio do eucalipto. Contudo, inexistem estudos que relatam o efeito deste produto em mudas de eucalipto após aplicação sequencial. Com isso, os objetivos serão determinar a melhor combinação de doses de etil-trinexapac para a aplicação sequencial em mudas de Eucalyptus urograndis (Clone 1407); avaliar seu efeito na recuperação das mudas de eucalipto após diferentes períodos de estresse hídrico; bem como determinar a melhor época para aplicação do produto, após os períodos de estresse. Para tanto, dois experimentos serão conduzidos por 100 dias após o plantio em condições semicontroladas, em vasos de 15 L, preenchidos com uma mistura de solo e areia. No primeiro experimento, os tratamentos serão dispostos em esquema fatorial 4x4, com um total de 80 parcelas experimentais. Os fatores serão constituídos por 4 doses (0, 30, 60 e 90 g i.a. ha-1) de etil-trinexapac aplicadas nas mudas de eucalipto ainda acondicionadas em tubetes, e 4 doses (0, 100, 150 e 200 g i.a. ha-1) de etil-trinexapac em aplicação sequencial, as quais serão realizadas aos 40 dias após o plantio (DAP). Baseando-se nos melhores resultados do primeiro experimento, no segundo os tratamentos consistirão de um fatorial 3x3, sendo 3 períodos de estresse hídrico (3, 6 e 9 dias) e 3 períodos de aplicação do produto (3, 6 e 9 dias) após o retorno da irrigação. Para ambos experimentos, será realizada avaliação de florescência e do teor de clorofila. Quinzenalmente serão avaliados altura das plantas e diâmetro do caule. Ao final do período experimental (100 DAP), será determinada a área foliar e a massa seca das folhas e caule. Os dados serão submetidos à análise de variância pelo teste F, e as médias comparadas pelo teste de Tukey ao nível de 5% de probabilidade.