Busca avançada
Ano de início
Entree

Preparação, caracterização estrutural e magnética de nanopartículas de óxido de ferro incorporadas em polímeros inteligentes para liberação controlada de fármacos

Processo: 19/05063-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física da Matéria Condensada
Pesquisador responsável:Fabio Furlan Ferreira
Beneficiário:João Pedro Vieira Garlippe
Instituição-sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Fármacos   Liberação controlada de fármacos   Solubilidade   Superparamagnetismo   Nanopartículas   Hematita   Cristalografia

Resumo

A preparação de novos veículos hidrossolúveis de alta viscosidade, como os géis hidrofílicos, é uma das muitas estratégias para obtenção de formas de liberação controlada de fármacos e representa uma área de investigação bastante importante em aplicações biomédicas. Dentro deste contexto, o foco principal deste projeto é agregar as funcionalidades de nanopartículas superparamagnéticas de óxido de ferro com as de copolímeros dependentes da temperatura, como Poloxamer 407 (PL 407) como potenciais veículos carreadores de fármacos. Esses copolímeros são conhecidos por aumentar a biodisponibilidade e tempo de circulação no sangue, agindo também na formulação farmacêutica para melhorar a solubilidade de drogas hidrofóbicas. Diversos tipos de nanopartículas contendo estes copolímeros são obtidas no intuito de estabilizar e manter suspensões em meio com alta força iônica, como em aplicações farmacêuticas. Assim, este projeto se baseia em duas vertentes principais. A primeira é sintetizar nanopartículas (NPs) superparamagnéticas de óxido de ferro do tipo magnetita, Fe3O4, através do método de coprecipitação de sais de Fe(II) e Fe(III). A segunda vertente será a incorporação destas NPs magnéticas nos hidrogéis PL 407 a fim de utilizá-las em aplicações biomédicas. As caracterizações estrutural, morfológica, magnética e a eficiência de incorporação das nanopartículas nos hidrogéis serão realizadas na Central Experimental Multiusuário (CEM) da UFABC.