Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo dos determinantes sociais de saúde nos doentes de tuberculose multirresistente internados para realização do tratamento

Processo: 19/04426-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem de Saúde Pública
Pesquisador responsável:Jaqueline Garcia de Almeida Ballestero
Beneficiário:Isabela Zaccaro Rigolin
Instituição-sede: Universidade de Araraquara (UNIARA). Associação São Bento de Ensino. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Tuberculose resistente a múltiplos medicamentos   Determinantes sociais da saúde   Adesão à medicação   Perfil de saúde   Estudos epidemiológicos

Resumo

A tuberculose permanece como importante problema de Saúde Pública em todo o mundo e intimamente relacionada aos determinantes sociais de saúde. Tal cenário é ainda mais complexo no que se refere aos casos de resistência aos antimicrobianos e a tuberculose multirresistente representa sua forma mais grave. No entanto, mesmo para os casos de multirresistência o tratamento preconizado deverá ser preferencialmente ambulatorial, sendo a hospitalização destinada aos casos de mais difícil controle. Desta forma, o atual estudo objetivo em descrever os determinantes sociais de saúde relacionados à tuberculose multirresistentes nos doentes em esquema de internação de longa duração no Hospital Nestor Goulart Reis, na cidade de Américo Brasiliense - São Paulo. Trata-se de um estudo epidemiológico, observacional, descritivo, tipo levantamento, com abordagem quantitativa. Serão incluídos os registros de todos os doentes já internados no Hospital para tratamento de tuberculose multirresistente, independentemente do ano de internação, serão excluídos os doentes que mudaram o diagnóstico, e os que apresentarem dados incompletos. Será realizada uma consulta sistematizada junto aos prontuários médicos, caracterizando o perfil histórias clínicas e os determinantes sociais dos pacientes, utilizaremos sites como DATA-SUS, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, Sistema de Informação de Tratamentos Especiais em Tuberculose, Cadastro Nacional dos Estabelecimentos de Saúde do Brasil. Para a análise dos dados obtidos faremos uma dupla digitação de banco de dados; análise descritiva dos dados; construção de tabelas e gráficos que ilustrem os achados do estudo e cálculo de índices de associação entre as variáveis para assim obtermos uma compreensão de como os determinantes sociais se relacionam com o processo de adoecimento por tuberculose, especificamente tuberculose multirresistente e pelas dificuldades de adesão à terapia medicamentosa que culminam, finalmente, com a internação para realização de todo o tratamento medicamentoso.