Busca avançada
Ano de início
Entree

Reversão sexual de larvas de zebrafish (Danio rerio) ginogenéticas

Processo: 19/08039-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2019
Vigência (Término): 30 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Aquicultura
Pesquisador responsável:Hirla Costa Silva Fukushima
Beneficiário:Isadora Fontes Baumgartner
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Reversão sexual

Resumo

Esta proposta de iniciação científica faz parte de um amplo projeto fruto de uma parceria entre biotérios da UFSCar e USP que visa gerar tecnologias que possibilitem a produção de Zebrafish com controle genético (inbred) e sanitário (livre de patógenos específicos - SPF) para uso em pesquisas no Brasil. O Zebrafish é um modelo experimental em destaque em pesquisas biomédicas em todo o mundo e seu emprego é capaz de aumentar a eficiência das pesquisas e reduzir substancialmente seus custos. Contudo, o Brasil não possui produtores de Zebrafish com genética definida e, neste contexto, estamos avaliando a possibilidade da produção do modelo de Zebrafish inbred a partir do emprego da ginogênese, que consiste na manipulação cromossômica de embriões recém fertilizados para a produção de isogenia (material genético apenas materno). O projeto de iniciação científica proposto visa padronizar uma metodologia eficaz para reversão sexual de uma parte da prole ginogenética e assim viabilizar o cruzamento entre irmãos para fins de produção de uma linhagem endogâmica. Serão avaliadas a eficácia de duas metodologias descritas na literatura para reversão sexual de Zebrafish, (i) tratamento hormonal de larvas com exposição a 17±-metiltestosterona, 24 horas após a fertilização até 15 dias de idade; (ii) tratamento térmico de larvas a partir do 18° ao 32° dia pós fertilização (dpf), quando serão mantidas a 36°C. Para verificar a eficácia dos tratamentos, uma parcela dos animais será avaliada por histologia. Comprovada a eficácia da reversão sexual, os animais serão acasalados com fêmeas para avaliar a capacidade reprodutiva. Toda padronização será avaliada com larvas de animais convencionais (não inbred) para posterior aplicação em animais ginogênicos. Desta forma, pretende-se iniciar a comunicação entre programas de aquicultura, bioterismo e pesquisa biomédica, que garanta a geração de animais definidos com ausência de variação induzida por fatores genéticos e sanitários e os resultados poderão contribuir para dar suporte a métodos científicos que garantam a aplicação do princípio dos 3Rs (replacement, refinement, reduction) e otimizar a reprodutibilidade e competitividade das pesquisas brasileiras no cenário mundial.