Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo in vivo da resposta inflamatória, maturação de fibras colágenas e expressão de marcadores da mineralização no tecido pulpar de ratos submetidos a terapias clareadoras com LED violeta

Processo: 19/10474-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:André Luiz Fraga Briso
Beneficiário:Livia Maria Alves Valentim da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Dentística   Peróxido de hidrogênio   Osteocalcina   Colágeno

Resumo

O clareamento dental "in office" tem sido fortemente associado com queixas de sensibilidade. Com intuito de amenizar este efeito, o emprego do diodo emissor de luz (LED) Violeta, associado ou não aos géis, vem sendo proposto e representa hoje uma nova forma de tratamento utilizado pelos profissionais. No entanto, esta recente tecnologia ainda apresenta questões não esclarecidas em relação às alterações biológicas provocadas nos tecidos dentários após sua aplicação. Portanto, o objetivo deste estudo será avaliar a influência de uma terapia utilizando o LED Violeta, associado ou não a um gel a base de peróxido de hidrogênio (PH) a 17,5%, sobre a inflamação e expressão de imunomarcadores inflamatórios e da mineralização no tecido pulpar, e maturação das fibras colágenas dentinárias e pulpares. 80 ratos serão inicialmente distribuídos em 2 lotes experimentais, sendo os grupos experimentais divididos aleatoriamente de acordo com os tratamentos a serem realizados nos molares superiores, do lado direito ou esquerdo: Controle - Sem tratamento, PH - 1 aplicação de 30 minutos de PH a 17,5%, LED - 1 aplicação de 20 minutos de LED Violeta, e PH+LED - aplicação do PH concomitantemente ao LED Violeta. Os animais serão eutanasiados imediatamente, e aos 7, 15 e 30 dias após o tratamento clareador (n = 10). Após o processamento das peças, os primeiros molares superiores de cada lado serão analisados histopatologicamente para avaliar o grau de inflamação e expressão dos marcadores pró-inflamatórios interleucina (IL)-17 e IL-23 e do marcador de mineralização, a osteocalcina (OCN). O nível de maturação das fibras colágenas dentinárias e pulpares também será avaliado. Após a coleta dos dados, estes serão submetidos a testes estatísticos adequados para cada tipo de análise.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.