Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da comparação das técnicas utilizadas no diagnóstico laboratorial da raiva: imunofluorescência direta (IFD), inoculação em camundongos (IC) e transcrição reversa - reação em cadeia de polimerase (RT-PCR)

Processo: 19/09358-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 30 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Avelino Albas
Beneficiário:Devlin Breda Boer
Instituição-sede: Departamento de Descentralização do Desenvolvimento (APTA Regional). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/23667-1 - PESQUISA DO VÍRUS RÁBICO EM MORCEGOS HEMATÓFAGOS (Desmodus rotundus) NA REGIÃO OESTE DO ESTADO DE SÃO PAULO, AP.R
Assunto(s):Raiva (doença infecciosa)   Epidemiologia   Controle de doenças transmissíveis   Técnicas e procedimentos diagnósticos

Resumo

A raiva é uma doença infecciosa aguda que se manifesta em mamíferos. O agente causador é um vírus que se multiplica e propaga via nervos periféricos até o sistema nervoso central, onde passa para as glândulas salivares. O laboratório de diagnóstico da raiva é essencial para orientação do programa de controle, bem como, para orientar a vigilância epidemiológica visando a profilaxia nas áreas geográficas onde os casos positivos forem notificados.