Busca avançada
Ano de início
Entree

Exercício agudo como uma ferramenta para aumentar a segurança e a eficiência de infusão de linfócitos do doador após o transplante alogênico de medula óssea

Processo: 19/09520-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 16 de setembro de 2019
Vigência (Término): 15 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:José Cesar Rosa Neto
Beneficiário:Helena Angélica Pereira Batatinha
Supervisor no Exterior: Emmanuel Katsanis
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Arizona, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:16/10561-8 - Efeitos da suplementação de probióticos na modulação da microbiota oral e por consequência nas infecções do trato respiratório superior em corredores de longa distância, BP.DR
Assunto(s):Exercício

Resumo

Transplante alogênico de medula óssea (HCT) é um dos principais tratamentos para doenças hematológicas. HCT permite uma sobrevivência prolongada para muitos pacientes, porém o relapso da doença ainda é uma das principais causas de morte. A infusão de linfócitos do doador (DLI) é feita após o transplante para previnir ou tratar o relapso da doneça aumentando a ação contra o cancêr (GvT), no entanto aumenta o risco de toxicidade (graft versus host disease (GvHD)). DLI pode ser modificado para reduzir sua toxicidade e aumentar GvT. Durante o exercício alguns tipos de leucócitos são mobilizados para circulação, em especial aqueles com maior citotoxicidade, especializados e com potencial de migração (ex: celulas natural killer, linfócitos T ³´). Fazer DLI com sangue coletado após o exercício aumentar a eficiência e reduzir a toxicidade. Portanto a hipótese é de que o risco de GvHD será menor quando os linfócitos para DLI forem coletados após o exercício, aumentando ainda o GvT. O objetivo é identificar se o exercício pode aumentar a segurança e eficacia da DLI após HCT em um modelo de leucemia. Metodos: A medula óssea será coletada de doadores saudáveis e transplantada em camundongos trangenicos NSG-Tg (Hu-IL15). Leucemia autóloga será induzida utilizando uma linhagem de leucemia mista (MLL) e a leucemia alogênica utilizando células da linha K562. os linfócitos para DLI serão coletados do mesmo doador de medula, antes e imediatamente após uma sessão de exercício aeróbio, e então sertão transplantados para os camundongos com leucemia. Serão avaliados crescimento tumoral, sobrevida, porcentagem de quimerismo humano, GvHD e os tipos celulares responsáveis pelos efeitos do exercício

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.