Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise do referencial teórico e metodológico internacional acerca do conceito de vulnerabilidade: a busca por novas técnicas de geoprocessamento

Processo: 19/14442-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 14 de novembro de 2019
Vigência (Término): 28 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Pesquisador responsável:João Osvaldo Rodrigues Nunes
Beneficiário:Mariana Lopes Nishizima
Supervisor no Exterior: Lucio Jose Sobral da Cunha
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidade de Coimbra (UC), Portugal  
Vinculado à bolsa:18/08293-0 - Vulnerabilidade ambiental aos processos erosivos lineares do setor centro-sul do município de Mirante do Paranapanema - SP, BP.MS
Assunto(s):Geoprocessamento   Geomorfologia

Resumo

A pesquisa de mestrado intitulado "Vulnerabilidade ambiental aos processos erosivos lineares do setor centro-sul do município de Mirante do Paranapanema - SP", a qual esta proposta de estágio está vinculada, tem como objetivo principal a compreensão das morfodinâmicas relacionadas ao uso e ocupação do relevo, o que pode ou não levar à intensificação dos processos erosivos lineares (sulcos, ravinas e voçorocas). Fatores ligados às dinâmicas naturais e sociais geram meios com variações de índices de vulnerabilidade, fazendo com que os grupos sociais estejam menos ou mais vulneráveis a algo, neste caso aos processos erosivos. Para compreendê-los é preciso realizar discussões acerca dos conceitos de risco natural, de vulnerabilidade, de perigo/perigosidade hazard(USA) / Aléas(FR), de susceptibilidade e de resiliência (CUNHA 2001). O aumento da vulnerabilidade, riscos e desastres em todo o planeta tem levado a um crescente interesse por este assunto nos últimos anos. Considerando que os desastres são tanto eventos naturais, quanto eventos sociais, busca-se compreender e representar os índices de risco e da vulnerabilidade ambiental, através da análise e representação cartográfica (espacialização), da compreensão dos aspectos sociais (características sociais da população; história de uso e ocupação da Terra), bem como, das características físicas (geologia, pedologia, geomorfologia, curvatura das vertentes, declividade, climatologia, e solos e cobertura vegetal). Para atingir tais objetivos, a contribuição do Grupo de Pesquisa do Centro de Estudos de Geografia e Ordenamento do Território (CEGOT) e da linha Natureza e Dinâmicas Ambientais do Departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra - Portugal, tem extrema relevância, sobretudo, com base na experiência do Professor Dr. Lúcio José Sobral da Cunha, que se dedica aos estudos na área da Geografia Física; Ordenamento do Território e Estudos Ambientais; Alterações Climáticas; Riscos Climáticos; Cartografia Automática e SIG's. Busca-se, portanto, o conhecimento das metodologias desenvolvidas e a discussão acerca dos conceitos para dialogar com os estudos da pesquisa em andamento no Brasil.