Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação imuno-histoquímica de PARP e caspase-3 como marcadores prognósticos em carcinomas de próstata

Processo: 19/11381-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2019
Vigência (Término): 30 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Debora Aparecida Pires de Campos Zuccari
Beneficiário:Vitoria Acar
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Neoplasias da próstata   Prognóstico   Biomarcadores tumorais   Expressão de proteínas   Caspase 3   Poli(ADP-ribose) polimerase-1

Resumo

O câncer de próstata (CP) é uma neoplasia de alta incidência global e comportamento variável, cuja evolução pode ocasionar complicações graves e letais. Devido ao caráter heterogêneo da doença, as abordagens terapêuticas variam conforme a apresentação do quadro inicial, dessa forma, é cada vez mais importante a descoberta de biomarcadores preditivos na intenção de melhorar o prognóstico e tratamento da doença. A análise oncomolecular é fundamental para verificar questões envolvidas no mecanismo de resistência tumoral, e reflete uma tentativa de personalização do tratamento. Atualmente, com o conhecimento da superfamília de enzimas PARP (poli ADP-ribose polimerase), sabe-se que, em especial a PARP-1, desempenha função de manutenção da integridade genômica, sendo a mais abundante dessa classe de proteínas nucleares. Essa enzima é responsável por detectar lesões na fita de DNA e consiste em um processo fundamental para o reparo de danos genéticos provocados por agentes quimioterápicos e pela radiação. Nesse contexto, a PARP-1 pode estar frequentemente relacionada com a resistência tumoral à terapia antineoplásica. Por outro lado, a Caspase 3 é uma proteína abundante em células apoptóticas, participando da maioria dos eventos da morte celular. Este estudo de caráter retrospectivo busca investigar a relação da expressão destas proteínas anti e pró-apoptóticas com o prognóstico de pacientes com câncer de próstata. Dessa forma, o presente trabalho pretende avaliar a expressão imuno-histoquímica de PARP1 e Caspase3 em fragmentos tumorais de pacientes com câncer de próstata em um estudo retrospectivo, assim como, relacionar os fatores clínico-patológicos e a expressão de PARP1 e Caspase 3. As informações obtidas serão importantes, pois poderão indicar essas proteínas como biomarcadores de prognóstico do câncer de próstata, assim como, auxiliar na escolha de estratégias terapêuticas mais adequadas.