Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do treinamento físico intervalado de alta intensidade (HIIT) nos parâmetros histológicos e moleculares da próstata de ratos espontaneamente hipertensos (SHR)

Processo: 19/11924-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Giovana Rampazzo Teixeira
Beneficiário:Rafael Ribeiro Correia
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Ratos endogâmicos SHR   Hipertensão   Próstata   Treinamento intervalado de alta intensidade

Resumo

A próstata é uma glândula sexual do sistema genital masculino que tem importante função no processo reprodutivo. Diversos processos biológicos como a proliferação e diferenciação celular, secreção e crescimento tumoral são regulados e influenciados por diferentes fatores. A hipertensão arterial é uma doença muito recorrente na população mundial, acometendo grande número de pessoas, principalmente a população idosa. A hipertensão arterial está relacionada principalmente a hábitos de vida e prática de atividade física insuficiente. Estudos experimentais em animais utilizam ratos espontaneamente hipertensos, por apresentarem alterações no trato urinário e no meio prostático bem semelhantes aos humanos. Em contrapartida, o que também está sendo investigado são as adaptações promovidas pelo exercício físico no meio prostático. Com isso o exercício físico surge como uma alternativa para amenizar os efeitos da hipertensão no meio prostático. Alguns trabalhos já mostram a analogia entre a prática do exercício físico promovendo alterações no metabolismo celular, influenciando também o meio prostático. Com base nessas premissas o objetivo desde trabalho é investigar a influência da hipertensão arterial e do treinamento físico de alta intensidade na próstata de ratos SHR. Serão utilizados 26 ratos divididos em três grupos: SHRc, SHR+T e WKy. Serão analisados os parâmetros histopatológicos imuno-histoquímicas das proteínas AR e IGF-1, imuno-histoquímicas da rota inflamatória (TNF-±, NF-kB, IL-6, IL-10, Bax e Bcl-2), proteínas do ciclo celular.