Busca avançada
Ano de início
Entree

Suporte a abordagem ecossistêmica em processos de mineração submarina: uma proposta de framework para planos de manejo ambiental regionais

Processo: 19/14537-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Pesquisador responsável:Alexander Turra
Beneficiário:Maila Paisano Guilhon e Sá
Supervisor no Exterior: Sabine Christiansen
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Institute for Advanced Sustainability Studies, Potsdam (IASS), Alemanha  
Vinculado à bolsa:16/24677-8 - Oportunidades e desafios para incorporação da abordagem ecossistêmica na conservação de fundos marinhos: estudo de caso sobre a exploração mineral na Elevação do Rio Grande, BP.DR
Assunto(s):Mineração submarina

Resumo

Usos humanos marinhos vêm se estendendo a áreas consideradas inalcançáveis há alguns anos, como o fundo do mar. Esses usos, normalmente governados e gerenciados setorialmente, estão afetando ecossistemas sensíveis como os montes submarinos e as fontes hidrotermais. Diante disso, novas estratégias como a Abordagem Ecossistêmica (AE), vêm surgindo diante de cenários complexos de conservação. A Autoridade Internacional dos Fundos Marinhos (ISA), responsável pela gestão do uso potencial de recursos minerais na Área para o benefício da humanidade, reconhece a importância de incorporar a AE em instrumentos de gestão como os Planos de Manejo Ambiental Regionais (PMARs). Considerando isso, a presente proposta de BEPE visa propor um framework para a elaboração de PMARs que garanta a operacionalização da AE nos processos de mineração submarina. Para isso, uma estratégia de três etapas será executada: mapeamento da AE em documentos e reuniões, uma análise SWOT para avaliação de AE e a elaboração de uma proposta de framework para PMARs. A presente proposta faz parte de um projeto de doutorado que avalia a incorporação de AE no processo de mineração em águas profundas. Uma publicação é esperada como o principal produto da parceria entre a Universidade de São Paulo e o Instituto de Estudos Avançados em Sustentabilidade, um grupo com forte participação em questões relacionadas ao manejo de atividades de mineração em águas profundas, que inclui o processo para elaboração e implementação de PMARs.