Busca avançada
Ano de início
Entree

P61 dos cilevirus: caracterização bioquímica e funcional

Processo: 19/02137-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 30 de abril de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Juliana de Freitas Astúa
Beneficiário:Gabriella Dias Arena
Instituição-sede: Instituto Biológico (IB). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Citrus   Arabidopsis   Vírus de plantas   Interação planta-patógeno

Resumo

A leprose dos citros, causada pelo citrus leprosis virus C (CiLV-C) e transmitida pelo ácaro Brevipalpus yothersi, é a principal doença viral dos citros no Brasil. Além dos prejuízos econômicos à cultura, a leprose desperta interesse científico por ser uma doença atípica na qual o vírus permanece restrito nos tecidos vegetais ao redor do ponto de alimentação do vetor, assemelhando-se a uma reação de incompatibilidade. De fato, trabalhos prévios mostraram que a infecção pelo CiLV-C induz a via do SA e a expressão de genes marcadores de hipersensibilidade (HR), além de desencadear acúmulo de ROS seguido de morte celular localizada, sugerindo que as lesões causadas pelo vírus sejam consequência de uma HR. Análises posteriores revelaram que a proteína P61 do CiLV-C mimetiza tais alterações fisiológicas observadas durante a interação planta-vírus, sugerindo que ela seja o componente viral responsável pela elicitação do sistema imune da planta e consequente desenvolvimento dos sintomas da doença. Embora predições recentes sugiram que a P61 seja uma glicoproteína do virion e estudos de localização subcelular mostrem que a proteína promove um remodelamento do retículo endosplasmástico (RE) vegetal, sua função ainda é desconhecida. Com o presente projeto, propõe-se uma caraterização bioquímica e funcional da P61, visando revelar seu papel como determinante da patogenicidade do CiLV-C. Objetiva-se confirmar a atividade elicitora da P61, esclarecer o papel do SA no desenvolvimento da HR induzida, identificar motivos estruturais e/ou domínios funcionais da proteína viral envolvidos na indução deste fenótipo na planta, verificar a ocorrência de estresse do RE em resposta à expressão da P61, revelar as proteínas vegetais que possivelmente interagem com a P61 desencadeando a ativação do sistema imune, e determinar o envolvimento da P61 como parte do virion. Os resultados de tais análises deverão contribuir para uma melhor compreensão do patossistema e para o estabelecimento de estratégias de controle mais sustentáveis.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ARENA, GABRIELLA D.; RAMOS-GONZALEZ, PEDRO LUIS; FALK, BRYCE W.; CASTEEL, CLARE L.; FREITAS-ASTUA, JULIANA; MACHADO, MARCOS A. Plant Immune System Activation Upon Citrus Leprosis Virus C Infection Is Mimicked by the Ectopic Expression of the P61 Viral Protein. FRONTIERS IN PLANT SCIENCE, v. 11, AUG 7 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.