Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de aplicações de vidro nas propriedades superficiais e formação de biofilme sobre zircônia monolítica

Processo: 19/11724-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Renata Marques de Melo Marinho
Beneficiário:Clarice Ferreira Sabino
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Anti-infecciosos   Aderência bacteriana   Biofilmes   Rugosidade superficial   Zircônia   Prata

Resumo

A zircônia é um material cerâmico amplamente utilizado na odontologia devido seu alto valor de tenacidade à fratura, além de biocompatibilidade, estética e resistência. Sabe-se que clinicamente esse material está exposto ao ambiente bucal, o que o torna altamente propenso a adesão superficial de biofilme e proliferação microbiana. A prata comprovadamente tem ação antimicrobiana e fazendo uma associação com a zircônia pode conferir alguma atividade antimicrobiana a essa cerâmica além de poder reduzir a aderência superficial de biofilme. Sendo assim, o objetivo deste estudo será analisar a topografia superficial e quantificar a aderência de biofilmes formados na superfície da cerâmica YZ infiltrada por diferentes vidros. Serão utilizadas 45 amostras de zircônia HT (VITA Zahnfabrik, Alemanha) divididas em 4 grupos sendo eles: YZ polida; YZ glazeada; YZ com vidro; YZ com vidro + prata. Os espécimes serão submetidos a testes de rugosidade superficial (n=15), perfilometria (n=2) e contagem de unidades formadoras de colônia (UFC) (n=8). O resultado esperado será comprovar que a zircônia Vita HT infiltrada com prata possui menor aderência superficial de biofilme do que as superfícies glazeadas e polidas, além de possuir atividade antimicrobiana a microrganismos específicos.