Busca avançada
Ano de início
Entree

Grão de milho inteiro para ovinos em dietas sem forragem ou associado a teores crescentes de volumoso: comportamento ingestivo

Processo: 19/10134-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Evandro Maia Ferreira
Beneficiário:Jamile Haddad Comelli
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Confinamento animal   Ovinos   Dieta animal   Mastigação   Milho

Resumo

O objetivo deste experimento será avaliar o efeito do fornecimento de dietas à base de grão de milho inteiro sem forragem ou associado a teores crescentes de volumoso sobre o comportamento ingestivo de cordeiros confinados. Serão confinados 45 cordeiros jovens, mestiços Dorper x Santa Inês, não castrados e com peso médio inicial de aproximadamente 18,0 kg e 60 dias de idade, que serão distribuídos em delineamento experimental de blocos completos casualizados (9 blocos e 5 tratamentos). Os tratamentos experimentais serão definidos pela adição de teores crescentes de volumoso em associação ao milho inteiro em dietas com alto teor de concentrado para cordeiros em terminação, como segue: MI + 0V - dieta à base de milho inteiro sem volumoso; MI + 5V - dieta à base de milho inteiro + 5% de volumoso; MI + 10V - dieta à base de milho inteiro + 10% de volumoso; MI + 15V - dieta à base de milho inteiro + 15% de volumoso; Controle (CONT) - dieta à base de milho moído contendo 10% de volumoso. Diariamente, todas as rações serão pesadas em balança eletrônica de precisão de 1 g (Marte®, LC 100, São Paulo, Brasil) e ofertadas. Nos dias 28, 56 e 84 de cada período experimental será realizada a avaliação do comportamento ingestivo de cada animal, durante 24 horas, com observações realizadas a cada 5 minutos. Dois observadores devidamente treinados serão utilizados para cada turno de avaliação de 3 horas. Serão determinados os tempos gastos com ingestão, ruminação, mastigação, ócio e ingestão de água em min/dia. O tempo despendido em cada atividade (expresso em min/d) será calculado por meio da multiplicação do número de observações por 5. O tempo total de mastigação será considerado como a soma dos tempos de ingestão e ruminação (WEIDNER e GRANT, 1994). Os tempos de ingestão, ruminação e mastigação serão também expressos em min/g de matéria seca e min/g de FDN ingeridas. Todos os dados serão analisados usando o procedimento MIXED do SAS (1999).