Busca avançada
Ano de início
Entree

Foto-oxidação lipídica mediada pelo xantênico Rosa de Bengala em sistemas modelos de células sadias e tumorais baseados em filmes de Langmuir

Processo: 19/03650-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 31 de maio de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física da Matéria Condensada
Pesquisador responsável:Pedro Henrique Benites Aoki
Beneficiário:Bryan Lucas Alfenas Borges
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Assunto(s):Fármacos fotossensibilizantes   Terapia fotodinâmica   Monocamadas de Langmuir   Oxigênio singleto

Resumo

A terapia fotodinâmica (TFD) é uma modalidade terapêutica emergente, clinicamente aprovada e minimamente invasiva, que ganhou grande atenção para o tratamento de carcinomas. O método baseia-se na administração controlada de uma molécula fotossensibilizadora, que induz formação de oxigênios singletos (1O2), um agente oxidante capaz de causar necrose ou apoptose em células cancerosas. Sabe-se que as membranas celulares e especialmente fosfolipídios insaturados são os principais alvos dos 1O2. Contudo, os mecanismos em nível molecular responsáveis pela influência da oxidação lipídica sobre estruturas automontadas de fosfolipídios ainda não são completamente compreendidos. Neste projeto, utilizaremos monocamadas de Langmuir de 1,2-dipalmitoil-sn-glicero-3-fosfocolina (DPPC), 1,2-dioleoil-sn-glicero-3fosfocolina (DOPC) e 1,2-dioleoyl-sn-glycero-3-phospho-L-serine (DOPS) como modelos de membrana celular para investigar a interação do FS rosa de bengala (RB) e os efeitos da oxidação lipídica fotoinduzida. O RB é derivado da família dos xantênicos e apresenta elevado rendimento quântico na produção de 1O2. Monocamadas de Langmuir serão fabricadas em subfases de água ultrapura e em diferentes concentrações de RB (104, 10-5 e 10-6 mol/L), caracterizadas por medidas de pressão de superfície vs área molecular média (isotermas À-A). Após a incorporação do RB à membrana, o FS será fotoativado para avaliar os efeitos da oxidação lipídica sobre as propriedades físicoquímicas da membrana, que incluem o aumento de área molecular média ocupada pelos lipídios e a clivagem das cadeias carbônicas. Este projeto de IC é concebido dentro da linha de pesquisa do Auxílio Regular Fapesp (2018/16713-0) em desenvolvimento junto ao Departamento de Biotecnologia da FCL/UNESP.