Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de potenciais liberadores de óxido nítrico baseado em complexos de rutênio e ligantes azanaftalenos

Processo: 19/14170-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Inorgânica
Pesquisador responsável:Sofia Nikolaou
Beneficiário:Nicolle Azevedo Portela dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Óxido nítrico   Nitrosilos de rutênio   Ligantes

Resumo

Sob orientação da Profª Sofia Nikolaou, este projeto de iniciação científica tem como principal objetivo avaliar o potencial de liberação de óxido nítrico de nitrosilos trinucleares de rutênio quando associados a ligantes azanaftalenos, em especial ao ligante isoquinolina (iq), na forma do complexo [Ru3O(CH3COO)6(iq)2NO]+. Os estudos dos nitrosilos de rutênio retratados na literatura até o momento indiciam a influência dos ligantes na saída da molécula de NO dos complexos. Torna-se, portanto, interessante a escolha de ligantes azanaftalenos para o estudo dessa classe de compostos, não só porque esses ainda são menos estudados que os piridínicos, mas também porque possuem características interessantes para uma futura aplicação farmacológica. Sabendo ainda que a concentração de óxido nítrico em meio fisiológico é de suma importância para diversas atividades, dentre elas a regulação da pressão arterial, uma molécula com potencial de liberação de NO, filiada a ligantes capazes de interagir no meio biológico sem trazer danos, mostra-se vantajosa quanto a sua utilização em metalo-fármacos. Para esse estudo, a molécula citada será sintetizada pela rota convencional descrita na literatura, e também por uma rota alternativa (delineada por outra integrante do grupo) que requer um menor número de etapas, o que é vantajoso para a pureza final do complexo. Sintetizado, o complexo será caracterizado por métodos espectrométricos de UV-visível e infra-vermelho, que também serão as técnicas utilizadas para o estudo da liberação de NO em diferentes condições (fotoinduzido ou no escuro e em diferentes solventes). Tendo atingido os objetivos do presente projeto, pretende-se prosseguir os estudos dessa classe de complexos, utilizando dois diferentes ligantes com acidez inferior e superior à isoquinolina de forma a verificar o efeito eletrônico dos ligantes na saída de NO.