Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da dieta hiperlipídica e melatonina sobre a lesão periapical na sensibilidade a insulina, inflamação, perfil lipídico e estresse oxidativo em músculo esquelético de ratos

Processo: 19/08520-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontologia Social e Preventiva
Pesquisador responsável:Doris Hissako Sumida
Beneficiário:Rodrigo Martins dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Dieta hiperlipídica   Periodontite periapical   Melatonina   Resistência à insulina   Estresse oxidativo   Inflamação   Músculo esquelético   Modelos animais

Resumo

Os modelos que simulam a Obesidade relacionada à dieta são amplamente utilizadas em estudos com animais no intuito de compreender as alterações dessa doença em humanos. Sendo assim, é fundamental verificar a relação entre excesso de peso induzido por dietas juntamente com infecções endodônticas associadas tais como a Periodontite Apical (PA), pois ambas compartilham efeitos sistêmicos como a resistência insulínica e aumento de mediadores inflamatórios. Atualmente a Melatonina (ME) vem sendo utilizada em cenários clínicos para várias doenças crônicas (Diabetes, dislipidemias, doenças cardiovasculares) além de patologias orais; tudo isso graças a suas propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. Portanto o objetivo deste estudo é investigar o efeito da Dieta Hiperlipidica (DHL) e Melatonina (ME) sob a PA na sensibilidade a insulina, inflamação, perfil lipídico e estresse oxidativo em musculo esquelético (MG) de ratos. Para tanto, 80 ratos (Wistar, machos, 60 dias) serão distribuídos em 8 grupos (n= 10): 1) controle (CN); 2) PA; 3) DHL; 4) DHL+PA (DHLPA); 5) CN+ME (CNME); 6) PA+ME (PAME); 7) DHL+ME (DHLME); 8) DHL+PA+ME (DHLPAME). Inicialmente os grupos DHL, DHLPA, DHLME e DHLPAME serão alimentados por 107 dias com dieta composta por 45,5% de ração padrão + 22,7% de banha animal+ 22,7% de gordura vegetal+ 9% de sacarose; os demais grupos receberão dieta padrão. No 7º dia os grupos PA, DHLPA, PAME e DHLPAME serão submetidos a indução da PA e, após 70 dias receberão ME (5 mg/Kg, diluída na água de beber, por 30 dias). Ao término do tratamento serão avaliados os seguintes parâmetros: 1) ingestão hídrica, alimentar e evolução da massa corpórea; 2) histologia dos maxilares; 3) glicemia, insulinemia e HOMA-IR; 4) concentrações plasmáticas de TNF-±, IL-1², IL-6 e LPS; 5) colesterolemia e triacilglicerolemia; 6) expressão gênica e proteica do Toll-like receptor tipo 4 e via de sinalização intracelular: MyD88, TRIF, IRF-3 e NFkB em MG; 7) estresse oxidativo pela determinação da concentração tecidual de substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico e superóxido dismutase em MG. A análise estatística será feita por análise de variância ANOVA seguida pelo teste de Tukey, o nível de significância será de 5%. (AU)