Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização de fácies de depósitos do Barremiano no Oceano Atlântico

Processo: 18/23294-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Luigi Jovane
Beneficiário:Valentina Cesari
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Sedimentologia   Paleoceanografia   Pré-sal   Reservatórios de petróleo   Oceano Atlântico

Resumo

As bacias da margem Leste e Sudeste do Brasil têm sua origem e evolução relacionadas ao rompimento do Gondwana e à abertura do Oceano Atlântico Sul. Embora o registro sedimentar das fases pré-rifte (Juro-Cretácico), rift (Eocretaceo), pós-rifte (Eocretaceo/Aptiano) e deriva (Eocretaceo/Albiano até presente), relacionado à sua evolução tectonoestratigráfica, tenha sido extensivamente estudada e caracterizada, a dinâmica deposicional ainda não foi completamente compreendida. As bacias do "pré-sal" Sergipe-Alagoas e Santos, devido às suas características permoporosas, são reconhecidas como importantes reservatórios de petróleo. Estes depósitos serão analisados de forma multidisciplinar, utilizando diferentes ferramentas estratigráficas, com o objetivo de aumentar o conhecimento ambiental e os vínculos temporais de eventos tectonoestratigráficos, paleoceanográficos e climáticos e verificar se existe analogia com seções da mesma idade das bacias da Tétis. Análises sedimentológicas, mineralógicas, elementares e geoquímicas serão realizadas em apoio a dados paleomagnéticos. Os dados serão interpretado e astronomicamente ajustados. Será feita uma tentativa de correlacionar as bacias usando os dados e os modelos de idade obtidos. O estudo das mudanças paleoceanográficas e climáticas será realizado e correlacionado entre bacias para inferir variações paleoceanográficas globais. (AU)