Busca avançada
Ano de início
Entree

Atividade sinérgica da luz azul em combinação com agentes antimicrobianos contra patógenos resistentes

Processo: 19/10851-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2019
Vigência (Término): 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Fabio Celidonio Pogliani
Beneficiário:Carolina dos Anjos
Supervisor no Exterior: Tianhong Dai
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Massachusetts General Hospital, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:16/25095-2 - Fotoinativação bacteriana de patógenos da mastite por meio da luz azul: mecanismos de ação e segurança celular - estudo pré clínico, BP.DR
Assunto(s):Resistência microbiana a medicamentos

Resumo

A resistência antimicrobiana surge como um dos principais problemas de saúde pública do século. A indústria farmacêutica enfrenta grandes desafios e o desenvolvimento de novas drogas não acompanha o aumento da resistência antimicrobiana. Neste contexto, há uma necessidade urgente de estudos que abordem a combinação de medicamentos existentes em conjunto com novas alternativas antimicrobianas. Propomos investigar a atividade sinérgica da fotoinativação bacteriana pela luz azul em combinação com agentes quimioterápicos antimicrobianos utilizados na rotina clínica. Este estudo fará parte do projeto de doutorado intitulado "Fotoinativação bacteriana de patógenos da mastite por luz azul: mecanismos de ação e segurança celular - estudo pré-clínico" financiado pela FAPESP (PROCESSO # 2016 / 25095-2). Será conduzido sob a supervisão do Prof. Tianhong Dai, PhD, no Centro Wellman de Fotomedicina, Massachusetts General Hospital, Boston, MA, EUA. Serão utilizadas bactérias pertencentes ao grupo ESKAPE (Enterococcus faecium, Staphylococcus aureus, Klebsiella pneumoniae, Acinetobacter baumanni, Pseudomonas aeruginosa e Escherichia coli) resistentes. A combinação será realizada conforme recomendado pelo CLSI para concentração inibitória mínima. A interpretação desses resultados será complementar aos nossos estudos e pode, indiretamente, elucidar os alvos de danos estruturais promovidos pela luz azul.