Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise regional de imagem por tensor de difusão na substância branca superficial em pacientes com epilepsia devido a displasia cortical focal

Processo: 19/15161-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Fernando Cendes
Beneficiário:Hebel Oziel Urquia Osorio
Supervisor no Exterior: Luis Concha Loyola
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidad Nacional Autónoma de México, Juriquilla (UNAM), México  
Vinculado à bolsa:16/05985-3 - Imagem de tensor de difusão em pacientes com epilepsia focal: análise comparativa de lesão microestrutural e conectividade anatômica entre epilepsia de lobo temporal benigna e refratária e epilepsia frontal, BP.DD

Resumo

Las displasias corticais focais (DCF) são malformações localizadas do córtex cerebral. Por suas características neuropatológicas são classificadas em três subtipos. DCF é uma das causas mais freqüentes de epilepsias focais resistentes ao tratamento farmacológico. A patologia da substância branca (white matter- WM) é uma característica marcante bem definida neste tipo de epilepsia. Imagem por tensor de difusão (diffusion tensor imaging- DTI) é uma técnica de ressonância magnética (RM) que permite a avaliação não invasiva da WM. Descreve a magnitude (difusividade média-MD) e a direcionalidade (anisotropia fracional-FA) do movimento das moléculas de água.Estudos de DTI demonstraram alterações nos tratos nervosos profundos em pacientes com DCF, mas a substância branca superficial (superficial white matter- SWM) imediatamente abaixo do córtex tem sido negligenciada, apesar de sua proximidade às regiões neocorticais e seu papel fundamental na manutenção da conectividade cortico-cortical. Evidências emergentes sugerem que a SWM pode estar implicada em distúrbios neurológicos e pode desempenhar um papel importante em doenças como a epilepsia. Mas o estudo dessa região precisa de uma nova abordagem técnica devido à complicada morfologia do córtex humano. Para atingir este objetivo, novas técnicas de análise estão sendo implementadas recentemente com base nas análises regionais do DTI (não baseadas em tratos).Nosso objetivo é analisar a integridade microestrutural da SWM em pacientes com DCF e controles saudáveis.Este estudo nos ajudará a entender melhor o significado dos achados regionais de DTI em SWM em pacientes com epilepsia com DCF e sua correlação com características visuais de RM e classificação histopatológica.