Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo morfológico e funcional da diferenciação do córtex da glândula adrenal de camundongos SF1/SOCS3 knockout

Processo: 19/11198-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Claudimara Ferini Pacicco Lotfi
Beneficiário:Eduarda Corrêa Bento
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Endocrinologia   Diferenciação celular   Córtex suprarrenal   Camundongos knockout

Resumo

Em trabalho recente mostramos que em camundongos knockout (KO) para SOCS3 em células que expressam SF-1, animais SF1/SOCS3 KO, há retenção da zona X (ZX) em machos adultos e fêmeas após a primeira gestação, sugerindo que SOCS3 pode ser importante na diferenciação do córtex adrenal. Sob condições basais, animais SF1/SOCS3 KO apresentaram peso corpóreo e concentrações de ACTH e corticosterona plasmática normais, porém, após tratamento com ACTH esses animais apresentaram uma atenuação da secreção de corticosterona, sugerindo alteração na função esteroidogênica da adrenal. De acordo com esses achados, temos como hipótese que a via JAK/STAT/SOCS3 pode estar envolvida no processo de regressão da ZX de camundongos, e que pode ter um papel na diferenciação da adrenal. Gostaríamos de responder se a retenção da zona X nesse modelo animal é temporária ou permanente. Para isso, temos como objetivo caracterizar morfologicamente e funcionalmente as adrenais de camundongos SF1/SOCS3 KO, machos e fêmeas, em diferentes fases do desenvolvimento.