Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação das propriedades de um sistema adesivo modificado por partículas de vidro bioativas

Processo: 19/08525-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:César Rogério Pucci
Beneficiário:Ana Helena Moreira Barnabé
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Dentística   Resistência de união (odontologia)   Adesivos dentinários   Biovidro   Microscopia eletrônica de transmissão   Microscopia confocal   Zimografia   Teste de Tukey

Resumo

O objetivo desse estudo será avaliar a incorporação de partículas de vidro bioativas (SCHOTT Bioactive Glass) em diferentes concentrações em um sistema adesivo de condicionamento ácido total experimental. Serão avaliados o grau de conversão, a resistência de união da interface adesiva e a liberação de cálcio, posteriormente serão avaliados a atividade antibacteriana e a atividade enzimática por zimografia in situ, além da análise por meio do estereomicroscópio, Microscopia de Transmissão e Microscópio Eletrônico de Varredura (MEV). Serão utilizados 50 molares humanos com a superfície oclusal desgastada até a exposição da dentina com aproximadamente 6 mm de diâmetro e 4 mm de altura, obtidos de molares humanos hígidos. Os espécimes serão divididos em quatro grupos: Adesivo Comercial FLBondII (Shofu, Inc.), Adesivo Comercial Single Bond 2 (3M-ESPE), Adesivo Comercial Single Bond 2 com a incorporação de 1% de partículas bioativas, Adesivo Experimental e Adesivo Experimental com a incorporação de 1% de partículas bioativas (n=10). Após o condicionamento ácido e a fotopolimerização do adesivo serão adicionados 3 incrementos de 1,5 mm de espessura da resina composta FiltekZ350 XT (3M-ESPE) em todos os espécimes. Os espécimes serão então submetidos aos testes de grau de conversão, micro tração e liberação de íons cálcio. Posteriormente será avaliada a atividade antibacteriana dos espécimes e serão observados por microscopia confocal de varredura a laser (MCVL), utilizando técnica de zimografia "in situ" para avaliação da atividade enzimática, além da análise do comportamento da interface adesiva e o padrão da fratura por meio estereomicroscópios, Microscopia de Transmissão e Microscópio Eletrônico de Varredura (MEV). Os dados serão inicialmente submetidos ao teste de normalidade e depois serão submetidos ao teste ANOVA a três fatores, seguido de Teste de Tukey para análise de comparações múltiplas, com nível de significância de 0,05.