Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de aptâmeros quiméricos para inativação de células T regulatórias humanas

Processo: 19/13573-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Marcio Chaim Bajgelman
Beneficiário:Carolinne Tomarchio Fogagnolo
Instituição-sede: Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Neoplasias   Linfócitos T reguladores   Resposta imune

Resumo

O câncer é uma doença em que células próprias adquirem alterações genéticas. A célula tumoral pode apresentar características que propiciem seu crescimento, tal como o escape do sistema imunológico. Esta capacidade de evasão do sistema imunológico é atribuída em grande parte à existência de mecanismos de imunossupressão que regulam o equilíbrio entre imunotolerância e imunovigilância, com a finalidade de evitar uma resposta autoimune de células T sensibilizadas com antígenos próprios. Na última década, observou-se um significativo desenvolvimento de estratégias terapêuticas que atuam em mecanismos relacionados com o controle da imunotolerância em células T, mediados por receptores como CLTA-4 e PD1. A utilização de fármacos que atuam nestes receptores tem revolucionado a prática médica. Em adição a estes receptores, outro importante mecanismo de imunossupressão está relacionado a atividade de células T regulatórias. Esta população celular tem o potencial de inibir a proliferação de células T e antagonizar a resposta imune antitumoral. Nosso grupo do LNBio-CNPEM desenvolve uma estratégia para inativação da atividade imunossupressora de Treg baseada em aptâmeros quiméricos, para veiculação intracelular de moléculas de RNA de interferência. Observamos previamente em modelos animais a possibilidade de utilizar estes aptâmeros para potencializar a resposta antitumoral mediada pela vacina GVAX, proporcionando um significativo efeito aditivo. Neste projeto, planejamos desenvolver aptâmeros quiméricos para veiculação destas moléculas de RNAi para células humanas. Estas moléculas poderão ser utilizadas no desenvolvimento de futuras abordagens para o tratamento de câncer humano.