Busca avançada
Ano de início
Entree

Índice de massa corporal e medida de circunferência abdominal em pacientes jovens com transtorno de estresse pós-traumático devido a violência sexual

Processo: 19/12629-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Pesquisador responsável:Marcelo Feijó de Mello
Beneficiário:Bianca Di Mauro Pedro
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/12559-5 - Transtorno de estresse pós-traumático e neuroprogressão: novas abordagens na compreensão do efeito da violência no funcionamento mental, AP.TEM
Assunto(s):Transtornos de estresse pós-traumáticos   Síndrome metabólica   Circunferência abdominal   Gordura abdominal   Jovens

Resumo

A gordura visceral, avaliada através da medida da circunferência abdominal e do índice de massa corpórea é um marcador de aumento da mortalidade, através da redução da expectativa de vida e pela presença de doenças metabólicas. As pesquisas atuais mostram que a expectativa de vida é menor, assim como a prevalência de doenças metabólicas é maior entre pacientes psiquiátricos comparados a população geral. Nos estudos com transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) as amostras em geral são de homens com quadros crônicos, o que aumentam a probabilidade de vieses devido a presença de outros fatores de risco. Neste estudo temos uma amostra exclusivamente de mulheres jovens, controles saudáveis e portadoras de TEPT associado à violência sexual. O fato de serem jovens, e o tempo entre a avaliação e o trauma ser inferior a 6 meses, diminui vieses de cronicidade e a presença de outros fatores de risco. Serão avaliados os dados colhidos de uma coorte proveniente de um projeto temático que avaliou estas mulheres e controles saudáveis. A hipótese seria que as pacientes com TEPT apresentam dados antropométricos que indicam uma síndrome metabólica: aumento do IMC, aumento da CA, aumento da frequência cardíaca e dos níveis de pressão arterial, dosagem de cortisol salivar e de ACTH plasmático, assim como de PCR plasmático e que haveria uma correlação positiva entre a gravidade e os indicadores de síndrome metabólica.