Busca avançada
Ano de início
Entree

Mídia religiosa e a expansão Neo-Pentecostal no Brasil

Processo: 19/04561-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 10 de julho de 2019
Vigência (Término): 09 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Economia - Teoria Econômica
Pesquisador responsável:Raphael Bottura Corbi
Beneficiário:Raphael Bottura Corbi
Anfitrião: Leonardo Almeida Bursztyn
Instituição-sede: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Chicago, Estados Unidos  
Assunto(s):Empreendedorismo   Religiões   Eleições (processo político)   Rádio   Fecundidade

Resumo

O Brasil e a grande parte da América Latina passaram por uma importante transformação no mercado religioso nas últimas décadas. Um declínio substancial da grande maioria católica foi acompanhado por um aumento na parcela da população protestante neopentecostal, de 10% em 1990 para quase 30% em 2010.Este projeto de pesquisa visa compreender o papel das mídias religiosas organizadas na promoção de mudanças tão dramáticas. Ao explorar a variação exógena na qualidade do sinal das redes de TV e rádio protestantes geradas pela topografia na linha de visão entre os transmissores de rádio e as residências, conseguimos identificar o efeito da cobertura da mídia religiosa nas afiliações. Os resultados preliminares indicam que o recebimento de mídia religiosa pode explicar até 50% do crescimento de afiliação protestante no período. O efeito é mais forte em áreas sem concorrência de outros rádios e há complementaridades com templos existentes na mesma área geográfica. Também buscaremos investigar se os domicílios expostos à mídia religiosa estão associados a mudanças de comportamento, como voto, empreendedorismo e decisões de fecundidade.