Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinando os mecanismos de comunicação entre macrófagos e adipócitos mediados por miRNAs

Processo: 19/10592-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 08 de outubro de 2019
Vigência (Término): 07 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:Marcelo Alves da Silva Mori
Beneficiário:Andréa Livia Silva Rocha
Supervisor no Exterior: Alan Saghatelian
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Salk Institute For Biological Studies, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:16/12294-7 - Papel de Dicer em adipócitos controlando a função imune e a ativação das células beges no tecido adiposo, BP.DR
Assunto(s):Tecido adiposo   Dicer   Inflamação   Macrófagos   MicroRNAs

Resumo

A obesidade é uma doença epidêmica com graves complicações de saúde. O recrutamento de adipócitos beges no tecido adiposo branco - um fenômeno denominado browning - resulta em uma termogênese induzida e gasto energético aumentado, representando uma intervenção promissora no combate da obesidade e doenças relacionadas. Algumas células imunes residentes no tecido adiposo (como eosinófilos e macrófagos), quando estimuladas pelo frio, por exemplo, podem promover o recrutamento de adipócitos beges. Os miRNAs também foram implicados na regulação da adipogênese e na manutenção da identidade funcional dos adipócitos marrom / bege. Consistente com essas observações, os camundongos AdicerKO com nocaute específico em adipócitos de Dicer - uma enzima responsável pelo processamento de miRNA - apresentam um fenótipo parcial de lipodistrofia associado à redução de marcadores de adipócitos marrons / beges e à resistência à insulina. Nossos dados preliminares também mostram que a ausência de Dicer nos adipócitos altera a população de células imunes residentes no tecido adiposo de camundongos jovens, resultando em um ambiente pró-inflamatório antes de qualquer outra alteração fisiopatológica ou morfológica no tecido adiposo. Consistentemente, demonstramos que os adipócitos Dicer KO liberam moléculas que contribuem para reprogramação de macrófagos e para aumentar a produção da citocina pró-inflamatória IL-1 beta. O objetivo deste estudo é rastrear as possíveis moléculas capazes de estabelecer essa comunicação. Explorar como o Dicer nos adipócitos controla a remodelação das células imunes residentes no tecido adiposo, pode revelar mecanismos importantes para prevenir a obesidade e suas consequências deletérias.