Busca avançada
Ano de início
Entree

A luta LGBT não é esse mundinho cor de rosa: sobre o ativismo LGBT negro contemporâneo em São Paulo e Nova York

Processo: 19/14435-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 30 de outubro de 2019
Vigência (Término): 29 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia
Pesquisador responsável:Isadora Lins França
Beneficiário:Bruno Ribeiro Ferreira
Supervisor no Exterior: Dylon Lamar Robbins
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : New York University, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:18/02183-9 - "afronta, vai, se movimenta!": estéticas e ativismos na cena preta LGBT da Cidade de São Paulo, BP.MS
Assunto(s):Ativismo   Movimentos negros   LGBT   Estudos de gênero

Resumo

Este projeto pretende investigar as tensões, negociações e alianças nas atuações de diferentes ativismo negro e LGBTQ contemporâneos. O contexto etnográfico que eu estou trabalhando na minha pesquisa de mestrado trata da relação entre produção cultural, estética e ativismo na "cena preta LGBT" na cidade de São Paulo. No meu campo, as produções de Nova York surgem frequentemente como importantes referências para meus interlocutores no que toca a produção de atuações e eventos, tal como o Festival Afropunk ou incontáveis eventos de Ballroom-voguing. Por esta razão, pretendo realizar uma revisão bibliográfica com base em pesquisas largamente chamadas de "black queer studies" e "intersectionalities studies", e pesquisas sobre coletivos, cenas culturais e lugares de sociabilidade LGBTQ. Além disso, pretendo explorar em Nova York as referências político-culturais que são importante para meus interlocutores em São Paulo, bem como mapear as conexões transnacionais que são estabelecidas pelos meus interlocutores brasileiros na cidade de Nova York.